Encontro de Ideias da ADVB/SC reúne empresários de todo o Estado para debater cenários e soluções para o Brasil

31 de Agosto de 2017

Com o tema “Cenários e Soluções para o Brasil”, o Encontro de Ideias da ADVB/SC apresentou um painel com os empresários Décio da Silva (presidente conselho de administração da WEG), Eduardo Sattamini (diretor presidente da ENGIE), Glauco José Côrte (presidente da FIESC) e Manoel Zaroni Torres (membro do conselho de administração da ENGIE), mediado pelo presidente executivo da entidade, Daniel de Oliveira Silva.

Na ocasião, foi lançado o livro “Manoel Zaroni Torres- Foco nas pessoas, olhos no futuro”, escrito por Duda Hamilton e Nubia Silveira. O empresário, que recebeu quatro premiações de melhor CEO da América Latina por instituições internacionais diversas e foi Personalidade de Vendas da ADVB/SC em 2005, recebeu junto às escritoras os convidados para uma prestigiada sessão de autógrafos. O principal recado do empresário foi: “Se as reformas políticas, tributárias, trabalhistas e previdenciárias não acontecerem de forma rápida e transformadora, nosso futuro será muito diferente daquilo que queremos”.

Questionados sobre os rumos do Brasil para os próximos anos, os empresários expuseram cases e sugeriram soluções.  Para Décio Silva, a “principal ferramenta contra a crise atual é a inovação. Além do faturamento do mês e do ano, é preciso pensar no faturamento do ano que vem e da próxima década e, para isso, você tem que pensar em produtos inovadores e processos transformadores”.

Sobre o futuro do emprego, Glauco José Côrte destaca a educação como base principal para a melhoria da produtividade do brasileiro. “E não é só uma bandeira, os dados de diversas pesquisas confirmam. Porém, infelizmente, a realidade é que estamos decaindo em produtividade, o que é muito alarmante, por isso a necessidade de se reinventar a educação brasileira”, afirmou.

Para o presidente da entidade, Daniel de Oliveira Silva, o evento conseguiu discutir uma série de fatos e temas relevantes não somente para a classe empresarial, mas também com insights para a classe política e, até mesmo, para jovens que estão adentrando ao mercado de trabalho.

Sobre o consumo de energia, Eduardo Sattamini apresentou diversos números que mostram como a matriz energética do país está sendo cada vez mais sustentável.  “Haverá grandes mudanças de consumo nos próximos 10 anos. São números positivos que mudarão ainda mais se considerarmos as possibilidades de energia solar”, exemplificou.

Perguntas sobre produtividade, organizações exponenciais, crescimento e queda do PIB, reformas, emprego do futuro, automação e software, sustentabilidade e matriz energética, entre outras, compuseram o painel do evento, que recebeu cerca de 200 empresários, autoridades, jornalistas, influenciadores e formadores de opinião. 

 

Fotos: Renato Gama