Dicas para seu e-commerce vender mais no Dia dos Pais

06 de Agosto de 2020

O Dia dos Pais se aproxima e contar com um e-commerce bem estruturado é essencial. Assim como outras datas comemorativas, costuma aquecer o comércio e gerar resultados positivos às empresas. Enquanto o varejo físico crescerá abaixo dos 5%, as lojas online devem registrar mais de 10% de aumento nas vendas para o Dia dos Pais, segundo projeções de entidades envolvidas com o e-commerce e o varejo físico.

A expectativa da Ebit | Nielsen é que o e-commerce fature R$ 2,4 bilhões neste ano, o que representa crescimento de 13% na comparação com o ano passado. Para aproveitar essa onda, é importante estar preparado, principalmente no que se refere ao atendimento ao cliente. 

Foque no relacionamento com o cliente

Segundo Cassiano Maschio, diretor comercial e de marketing da Inbenta, empresa especializada em chatbots, independentemente da plataforma que o empreendedor adote para o seu negócio, precisa levar em consideração um dos principais pilares do marketing: o relacionamento com o seu consumidor. “Faz uma enorme diferença responder de forma rápida e proativa, dando atenção aos canais digitais e à comunicação com o cliente”, enfatiza. 

Estude as mudanças dos consumidores

Para Diego Carmona, CVO da leadlovers, plataforma de marketing digital e vendas, é preciso estar atento às constantes mudanças dos consumidores que, por exemplo, em meio à pandemia e à necessidade de ficar em casa, passaram a utilizar ainda mais o e-commerce e serviços online. Com isso, eles têm agora uma nova visão sobre suas prioridades em gastos com itens de pouca necessidade e a forma como adquirem esses produtos. “Seja relevante e mantenha-se próximo do seu público-alvo”, reforça.

Invista em boas imagens e descrições dos produtos

Uma desvantagem da venda online é que o cliente não consegue ver o produto ao vivo, antes de comprar, para analisar os mínimos detalhes. Entretanto, esse problema pode ser resolvido ao utilizar imagens de muita qualidade e, até mesmo, vídeos que mostrem seu funcionamento, por exemplo. “Isso deixa a decisão de compra mais clara, pois o consumidor consegue avaliar particularidades, detalhes e informações que precisa sobre o produto. Por isso, invista nas fotos e nas descrições detalhadas dos seus produtos”, diz Pedro Rabelo, CEO do Bagy, plataforma que ajuda pequenos e médios varejistas a criar seus próprios e-commerces em apenas 15 minutos.
 

Notícias Relacionadas