Catarinense Pharma adapta logo para passar mensagem sobre prevenção do Coronavírus

26 de Março de 2020

A fonte de água agora ilustra a lavação das mãos

A logo da Catarinense Pharma, que ilustra uma fonte de água, ganhou um novo elemento para conscientizar as pessoas sobre a importância da higiene em tempos de prevenção ao Coronavírus. Criada pela Exit Comunicação e Negócios, a nova logo foi lançada no ambiente digital da marca, onde permanecerá até que a pandemia seja superada.

A mesma água que antes jorrava para representar que o Catarinense Pharma é fonte de saúde, agora mostra a lavação das mãos. A ação busca incentivar o movimento que pode ajudar a preservar vidas: a higiene correta das mãos.

“Quando existe sintonia com o propósito do cliente, os insights criativos acontecem naturalmente. Não poderíamos ficar alheios a esse movimento mundial de prevenção ao vírus”, comenta o diretor de criação, Felipe Grossl.

O Catarinense Pharma iniciou anteriormente a fabricação de álcool 70% que já está sendo disponibilizado gratuitamente aos serviços públicos de saúde e segurança que precisam manter as atividades essenciais à população.

A indústria farmacêutica também implantou home office por prazo indeterminado para as áreas comerciais e administrativas, a fim de incentivar o isolamento. Aos profissionais da fábrica, adotou medidas preventivas em prol da segurança, como a criação de procedimentos de acesso monitorado e com higienização; fornecimento de materiais educativos para comunicar as boas práticas de saúde e bem-estar aos colaboradores, clientes, parceiros de negócios e familiares.

Além disso, liberou das atividades pessoas em grupo de risco, estagiários e menores aprendizes; suspendeu viagens; adotou procedimento obrigatório de higienização das mãos antes e depois das refeições, além de horários de almoço de forma fracionada para evitar aglomerações; aumentou a frequência de limpeza e higienização das estações de trabalho, sanitários, condicionadores de ar e dutos de ventilação; instalou um ambulatório com triagem e atendimento em área segregada aos indivíduos gripados; a área de convívio desmobilizada; criação do Comitê COVID-19, para definir os protocolos de prevenção, identificação e tratamento de casos suspeitos da doença junto aos colaboradores