87% dos brasileiros preferem marcas sustentáveis

21 de Fevereiro de 2020

Opinião tem influência da Geração Z, visto que representa 24% da população brasileira

Segundo estudos realizado pelo Union + Webster, 87% dos consumidores brasileiros dão preferência à empresas sustentáveis. Esta exigência está relacionada tanto com a qualidade dos produtos e serviços quanto com a procedência deles, como preocupação com meio ambiente, logística reversa, tempo de decomposição, qualidade de vida e desenvolvimento regional.

A maior influência é que, 24% da população brasileira é da Geração Z (nascidos entre 1999 e 2019) e a mudança de comportamento entre os consumidores tem levantado diálogos e debates, atingindo outras gerações e criando um novo nicho. Dessa forma, além de visar o lucro, muitas companhias que têm como público-alvo os mais jovens, vêm se reinventando e focando em ações que diminuam o impacto negativo no planeta e na sociedade em que atuam.

"O fato é que o consumidor evoluiu e, assim como o mercado está em constante mudança, a sua satisfação passa por um processo de adequação, uma vez que envolve algo mais que um bom produto com características positivas ou serviço prestado. Quem compra quer ver resultados tangíveis, dados, números reais que passam a ser medidos levando em consideração os aspectos sociais, ambientais e econômicos, sendo que, especificamente no quesito social, trata do capital humano de uma empresa ou sociedade. Ou seja, nesse novo mercado, definitivamente não basta ser bom, tem que parecer ser bom e provar em todos os aspectos suas qualidades, com um ciclo definido, como começo, meio e fim", explica Achiles Batista Ferreira Junior, professor de marketing digital do Centro Universitário Internacional Uninter.