Workshops e visitas do grupo da Innovation Learning Trip - Curtis Carlson, NVidia, Stanford e @d.school

12 de Novembro de 2017

Sexta-feira, 10 de novembro. Ainda nos recuperando do Dreamforce 2017, tivemos um grande dia à nossa frente. Nossa programação na Innovation Learning Trip 17 incluiu, apenas na parte da manhã, uma visita à aceleradora e coworking BootUp Ventures, em Menlo Park, e um workshop exclusivo com o mestre Curtis Carlson, cientista brilhante e autor renomado. Na parte da tarde, visitamos a nova sede da NVIDIA em Santa Clara, empresa líder no mercado de tecnologia para games em PCs e que tem realizado grandes apostas de inovação, sendo premiada com o título de “a mais inovadora do mundo” pela revista do MIT. Foram muitos aprendizados nesse dia cheio de experiências ricas!

 

O dia de programação cheia começou cedo na BootUp. A aceleradora, que serve ao mesmo tempo como escritório coworking, é responsável por arquitetar um ecossistema de empreendedorismo global que conta com mais de 120 startups (juntas avaliadas em mais de U$6 bilhões) e conectar uma rede de 60 mentores do mundo todo. Lá mesmo já tivemos o tão esperado workshop com o mestre Curtis Carlson.

 

Para dar uma noção do quão rica foi a nossa troca de experiências com Curtis, precisamos primeiro contar um pouco sobre seu background. Curtis Carlson, Ph.D., é cientista brilhante e autor renomado (seu livro mais famoso é o Innovation: The Five Disciplines for Creating What Customers Want), servindo como presidente da SRI (Stanford Research Institute) de 1998 a 2014, tempo onde a receita da SRI mais do que triplicou e a SRI tornou-se um modelo global para a criação sistemática de inovações de alto valor, tais como HDTV, Intuitive Surgical, Siri, e muitos outros neste mundo em mudança avançada. Curtis também foi membro do Conselho Consultivo Nacional do presidente Obama sobre Inovação e Empreendedorismo e um dos consultores principais do Governo de Cingapura.

 

O primeiro nivelamento do workshop foi em relação ao que é inovação. É invenção (descoberta ou criação decorrente de estudo ou experimento)? É criatividade (originalidade e imaginação)? A inovação, para Curtis, é o processo que transforma uma ideia em valor para o cliente e gera receitas sustentáveis para a empresa, portanto incorpora parte dos dois, mas traz dois pontos diferenciais: receitas sustentáveis para a empresa e, o principal, gera valor para o cliente.

 

O conceito de inovação de Curtis Carlson é um dos que mais preferimos e trazemos sempre, e foi com base nele que trabalhamos hands on em cima da importância da proposta de valor, com base no NABC (metodologia criada por ele), e vimos a necessidade de revisar a mesma frequente e regularmente para inovar de forma contínua nos negócios.

 

Pela tarde, tivemos uma programação igualmente inspiradora. Se você apenas ouviu falar na NVidia, é provável que lembre-se dela pelas suas placas de vídeo e chips gráficos. De fato, a NVidia cresceu e triunfou desde 1995 (hoje avaliada em U$D123bi  e com 11 mil funcionários) envolvida no mercado de games, mas tem pivotado muitas de suas frentes para se posicionar como grande player de inteligência artificial – e é uma das líderes neste segmento. Foi eleita a empresa mais inovadora do mundo pela revista do MIT (Massachussets Institute of Technology), batendo nomes consagrados como Tesla, Google e Amazon, e foi uma das paradas do grupo da Innovation Learning Trip deste ano.

 

Fomos recebidos pelo gerente Marcos Peixoto, brasileiro formado na PUC-Rio, de MBA nos EUA e vasta experiência no Vale do Silício (atuou em empresas como HP e Facebook), com quem fizemos tour pela nova sede.

 

É perceptível como a arquitetura da NVIDIA é inspirada em triângulos, elemento básico das placas de vídeo. Placas de vídeo, por sua vez, foram a invenção que, em 1999, desencadeou o crescimento do mercado de games para PC, redefiniu a computação gráfica moderna e revolucionou a computação paralela. Mais recentemente, o deep learning em placas de vídeo deu início à inteligência artificial moderna (a próxima era da computação), coisas sobre as quais conversamos, entre outras apostas da companhia - que continua sendo no Big Bang da Inteligência Artificial.

 

No dia seguinte, sábado, fizemos visita à Stanford University e @d.school com a querida Mariângela Smania e Pedro Cintra, casal brasileiro que vive nos Estados Unidos, parceiros da Clear Inovação que nos ajudam a organizar a Innovation Learning Trip desde a sua primeira edição, lá em 2013, e com quem tivemos workshop logo após. Pedro é engenheiro do Google e, junto de Mariângela, organizam há quase 10 anos programas de imersão no Vale do Silício com o objetivo de mostrar um pouquinho do mindset que triunfa na região. Os dois são certificados pela d.School e Universidade de Stanford em "Design Thinking e a Arte de Inovação", e foi justamente isso que o workshop abordou magicamente.

 

Sobre a visita à universidade, Stanford já é reconhecida mundialmente, mas vale ressaltar sua grandiosidade: visitamos a Hass School of Business, o centro de Business Administration de Stanford, que junto da Universidade da California em Berkeley, representam duas das top escolas de Negócios do mundo, definitivamente as melhores da costa oeste americana.

 

 

A @d.school, por sua vez, também parada da nossa visita, é  um  hub  para  inovadores  dentro  da universidade. Considerada "O Berço do Design Thinking", juntamente com a IDEO, na escola  os alunos utilizam o Design Centrado no Ser Humano para desenvolver soluções inovadoras para os mais complexos desafios e problemas.

 

E esses foram os últimos dias oficiais da ILT17. A Innovation Learnig Trip, que já está em sua quarta edição, é a experiência imersiva de inovação no Vale do Silício da Clear Inovação, e aconteceu dos dias 06 a 11 de novembro. O programa, esse ano, incluiu workshops exclusivos, visitas e talks, guiados por profissionais experientes nas metodologias, cultura e ambientes do Vale, além de participação no maior evento de Marketing, Vendas e Data Driven Business do mundo, o Dreamforce.

Se quiser acompanhar as experiências dos últimos dias, clique nos links abaixo:

 

A Learning Trip oportuniza aos participantes uma verdadeira reviravolta  no modelo mental, requisito fundamental para inovar constantemente, com network qualificado e experiências em grupo de participantes de diversas área de negócio by invitation only.

Redação: Caetano Ávila