Univali cria robôs para ensino de crianças em Balneário Camboriu

29 de Maio de 2017

Cidade é a primeira do país a adotar o uso de brinquedos de programar de forma sistemática na Educação Infantil

A Universidade do Vale do Itajaí (Univali) realizou a primeira entrega do brinquedo Robô Programável Educacional (Rope) para a rede municipal de Balneário Camboriú.

 

"O brinquedo possibilita que as crianças realizem atividades lúdicas que trabalham a resolução de problemas, o conceito de número, as estimativas, a lateralidade e outros conceitos fundamentais nesta fase do desenvolvimento infantil", explica André Raabe pesquisador da Univali e coordenador geral do projeto.

 

Ele (o brinquedo), tem a aparência de um robô simpático que pode ser programado pela criança apenas pressionando botões. Junto com os brinquedos, foram entregues materiais de apoio à sua utilização. Também foram realizadas seções de formação dos professores para melhor uso da inovação junto às crianças.

 

A concepção e produção deles é resultado de um esforço continuado de pesquisa da Univali que contou com pesquisadores do Mestrado e Doutorado de Educação trabalhando em conjunto com pesquisadores do Mestrado de Computação Aplicada e dos cursos de Engenharia, Ciência da Computação e Design.

 

O projeto foi evoluindo gradativamente considerando simultaneamente as necessidades e potenciais de desenvolvimento da criança e os desafios de eletrônica, engenharia e design para sua produção à um baixo custo.

 

"O Rope é resultado de mais de três anos de pesquisas que receberam, inclusive, a chancela da Sociedade Brasileira de Computação como projeto altamente inovador e de potencial impacto social", comenta Raabe.

 

A iniciativa foi viabilizada com apoio do Ministério Público de Balneário Camboriú e realizado por alunos e pesquisadores do Laboratório de Inovação Tecnológica na Educação (Lite) da Univali.

 

Em Balneário Camboriú, a Secretaria Municipal de Educação, mobilizou sua equipe para viabilizar que as crianças dos núcleos de educação infantil possam estar em contato com estas inovações e após esta primeira entrega, mais dez núcleos serão atendidos ainda em 2017.

 

Com isso, a cidade é a primeira do país a adotar o uso de brinquedos de programar de forma sistemática na Educação Infantil. Outras informações sobre o projetos estão disponíveis aqui. .