SEBRAE do Ceará recebe apoio da ACATE para implementar ecossistema de inovação

08 de Abril de 2021

Associação catarinense irá apoiar o projeto do Centro de Inovação do Empreendedor no estado nordestino

O Sebrae do Ceará conta com o apoio da Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE) para lançar neste mês o projeto do Centro de Inovação do Empreendedor. O apoio tem como objetivo fomentar a economia do estado nordestino, por meio de um mapeamento dos atores e do ecossistema de inovação, para assim planejar e construir o Centro de Inovação. Em uma parceria que irá durar dois anos, a ACATE auxiliará o programa adaptando aprendizados dos 35 anos de experiência à realidade do Ceará.

Na live de lançamento dessa parceria, Silvio Kotujansky, Diretor de Inovação e Novos Negócios na ACATE, explicou que o apoio será dividido em três fases iniciais. A primeira etapa consiste no entendimento do ecossistema do estado nordestino, que utilizará a experiência da associação e a cocriação de todos para o crescimento do projeto. Depois disso, será feito o planejamento do centro de inovação e dos programas que serão implementados. E, por fim, terá a materialização do empreendimento, que envolverá a construção do local e dos programas. No mesmo evento, Daniel Leipnitz, presidente do Conselho Deliberativo da ACATE, realizou a palestra “Como um Centro de inovação pode impactar a economia de um estado”, na qual contou o sobre o desenvolvimento do ecossistema em Florianópolis. 

“Acreditamos na transformação que um centro de inovação traz para uma matriz econômica, e, muito mais que a mudança, com um projeto estruturado, os empreendedores conseguem encarar o futuro com resiliência”, descreveu Daniel. “O Centro de Inovação materializa as ferramentas e os projetos no dia a dia da economia local, criando uma fábrica de empreendedores”, completou.

Ricardo Cavalcante, presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec) e presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae-CE, afirmou que é um momento muito importante para o estado, porque a parceria com a ACATE trará grandes avanços por ter o que há de melhor no empreendedorismo no Brasil. “A gente discute e ouve falar muito em inovação e startups, mas precisamos agir e dar condições às pessoas que têm ideias, às que possuem condição financeira e às que conhecem o mercado para trabalharem juntas.”, disse Ricardo Cavalcante.

Notícias Relacionadas