Primeiro robô treinador do mundo assina contrato com time de basquete russo

16 de Outubro de 2019

Já usados como consultores, guias, concierges e auxiliando humanos, agora o robô Promobot fará parte do time de basquete Parma

O clube de basquete russo Parma e o fabricante de robôs Promobot assinaram na última quinta-feira (10) o contrato que tornará o robô Promobot o primeiro técnico analítico do time. 

Os robôs Promobot já são utilizados como consultores, guias, administradores e até mesmo concierges, substituindo ou auxiliando funcionários humanos. Eles são capazes de reconhecer rostos e fala, responder perguntas, trabalhar com documentos e se conectar a serviços de terceiros. O robô técnico fará coleta e análise de dados durante os jogos. Com a ajuda de redes neurais, o Promobot processará indicadores estatísticos dos jogadores, calculará as melhores combinações de jogadores de basquete na quadra e fornecerá isso ao treinador. O técnico estará presente em todos os jogos em casa do Parma.

"Hoje em Perm acontece algo sem precedentes, nada como isto aconteceu antes - assinamos um contrato com o primeiro técnico de robôs do mundo. Estou certo de que nosso novo assistente tornará os jogos do PARMA ainda mais inteligentes e mais bem-sucedidos", afirma Sergey Boguslavsky, presidente do BC PARMA.

O primeiro do mundo
Em 2016, engenheiros japoneses introduziram um robô com quem uma pessoa pode treinar em um jogo de tênis de mesa, mas a posição de analista é ocupada por um robô pela primeira vez.

"Os robôs de serviço removem parte das tarefas rotineiras do humano, liberando tempo para coisas mais importantes. Portanto, nossos robôs já estão trabalhando como consultores, guias, concierges - em todas essas profissões, as pessoas gastam desnecessariamente sua energia fazendo as mesmas tarefas. O treinador do time também gasta seus recursos e atenção na análise geral de estatísticas, lembrando de combinações de jogadores e outras tarefas “rotineiras” durante o jogo. O Promobot vai executar essa função rapidamente e de forma precisa, dando ao treinador uma análise já pronta”, ressalta o diretor de desenvolvimento da Promobot, Oleg Kivokurtsev.

Quanto tempo até chegar no Brasil?
Essa pode ser uma realidade no Brasil também, já que esse mesmo modelo de robô já está por aqui através da parceira da Promobot, a Umbô. Algum time se habilita?