Para a nova IKEA Art event collection, apenas se você for tocado pela arte, você terá a chance de comprá-la.

10 de Maio de 2019

Se o seu corpo e mente mostrarem uma reação positiva, será possível adquirir a obra

Através de uma análise das ondas cerebrais, reações elétricas
das expressões faciais e 
batidas do coração, o sistema criado
pela IKEA irá dizer se o público terá ou não a chance de

comprar o produto.

A IKEA apresentou a quinta coleção Art Event, uma edição dedicada à arte. Para esta coleção, que quer tornar a arte acessível ao maior número de pessoas possível, oito grandes mentes criativas projetaram uma coleção de tapetes contemporâneos, mas com número limitado de peças. Para vender as obras de uma forma democrática, a IKEA apresenta o IKEA (HE)ART SCANNER, disponível apenas na IKEA Bélgica. O scanner analisa as emoções registradas no cérebro para identificar os verdadeiros amantes de obras de arte. Você só poderá comprar um dos tapetes se reagir positivamente a ele.

 

Obras de arte únicas e contemporâneas
A arte moderna não precisa ser reservada para galerias de arte ou museus. Você também pode ter em casa. Esta é a ideia por trás das coleções Art Event que, todos os anos, visam proporcionar uma forma de arte acessível a todos. A edição deste ano é composta por oito tapetes feitos à mão por renomados artistas contemporâneos como Virgil Abloh, Craig Green e Filip Pagowski.

A coleção é limitada, com apenas 109 unidades na Bélgica. Seu caráter exclusivo torna as peças altamente procuradas em todo o mundo. É por isso que, em outros países, alguns clientes compram grandes quantidades de tapetes com o único propósito de revendê-los no eBay e obter lucro. A IKEA Belgica quer evitar esse tipo de situação e dar o direito de compra aos verdadeiros amantes da arte.

A coleção original Art Event 2019 será também apresentada de uma forma única. A IKEA optou por uma técnica revolucionária para vender essas obras de arte. Pela primeira vez, a IKEA utilizará a tecnologia de escaneamento do cérebro e colocá-la a serviço da arte. Ao medir a atividade cerebral utilizando um headset especialmente desenvolvido para a marca, a IKEA só poderá vender a coleção limitada para verdadeiros amantes de arte. A condição? O participante tem que demonstrar uma reação emocional ao tapete.

O scanner de arte Ikea
A arte é acima de tudo emoção. Algumas obras de arte afetam você, outras não. Graças à tecnologia inovadora, a IKEA pode medir as ondas cerebrais de cada indivíduo, relacionando a sua reação a cada tapete. Com esta tecnologia, a IKEA vai contra o princípio de "primeiro a chegar, primeiro a ser servido"; e reconhece o verdadeiro valor da arte. A arte é feita para tocar os corações das pessoas e é inestimável. Portanto, deve ser acessível a todos que a apreciem.

Para determinar se alguém está emocionalmente afetado por qualquer um dos oito tapetes exclusivos, um headset é colocado na cabeça do cliente e analisa suas ondas cerebrais, suas expressões faciais e suas batidas do coração. Antes do início do experimento, a atividade cerebral neutra de cada pessoa é determinada. Isso permite que a IKEA calcule a resposta emocional quando a pessoa está na frente de cada tapete. Se a pessoa tiver um aumento na atividade cerebral, será possível levar um tapete para casa. Então, amor à primeira vista é a única condição.
Com o capacete na cabeça, o cliente tem a oportunidade de ficar frente a frente com os oito tapetes. Para todos, o scanner medirá sua resposta emocional e mostrará se ele está suficientemente "apaixonado"; para comprar a peça de arte ou não. Depois de reagir a todos os tapetes, se o cliente reagiu a mais de uma das peças ele decidirá se quer levar para casa um dos tapetes. Desta forma, a IKEA garante que cada peça da coleção será verdadeiramente apreciada pelo seu novo proprietário. Veja imagens mais abaixo.

Ficha tecnica:
Global Chief Creative Officer: Gabriel Araujo
Creative Director: Mathieu Cardon, Gabriel Araujo
Copywriter: Pieter Decaniere
Art Director: Pieter de Lange
Sr Account Executive: Juliete Defoux
Project Manager: Petra Steenput
Account Director: Chloe Vernimmen
Approval: Miguel Aguza, Ellen Geeraerts
Tech Developer: Monster Boy
Tech crew: Fernando Carreira, Derick Cogo, Thiago Montini, Diego Maia
Event producer: Playtime
PR agency: Oona