Joinville é destaque em evento internacional sobre cidades inteligentes

21 de Novembro de 2018

Smart City Expo World Congress é o maior evento sobre cidades inteligentes do mundo

O Brasil teve cinco projetos finalistas no Smart City Awards, prêmio mundial que reconhece as melhores iniciativas relacionadas às cidades inteligentes e que é entregue anualmente durante o Smart City Expo World Congress, o maior evento sobre cidades inteligentes do mundo, realizado semana passada em Barcelona.

As prefeituras de Curitiba, Joinville, Sorocaba e Aracaju e o Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA) concorreram em cinco diferentes categorias e tiveram seus projetos selecionados entre mais de 473 propostas de governos, empresas, centros de pesquisa e startups de 57 países. Apesar de não trazer troféus para casa, o Brasil superou em número de finalistas países que já trabalham com soluções inovadoras há muito mais tempo, como China, Reino Unido, Alemanha e Holanda. Os brasileiros perderam em número de indicações apenas para os Estados Unidos, que somaram sete.

A cidade catarinense de Joinville concorreu na categoria Cidades inclusivas e compartilhadas, com o projeto Join.Valle que visa estimular o ecossistema de inovação e aumentar acompetitividade econômica da cidade. Já a paulista Sorocaba foi finalista entre as melhores iniciativas de mobilidade urbana do mundo por meio do projeto do VLT que ainda está em fase de construção. A capital do Sergipe, Aracaju, esteve entre os melhores na categoria de governança e finanças com um projeto de digitalização de documentos públicos.

Curitiba concorreu na categoria Ambiente Urbano, com o programa Horta do Chef, que incentiva agricultores urbanos a venderem parte dos alimentos que cultivam a restaurantes de Curitiba. Atualmente, são 25 áreas cultivadas por cerca de mil famílias de produtores urbanos. Alguns chefs renomados da cidade participam como mentores dos produtores.

Já o ITA, de São José dos Campos, concorreu na categoria de Ideias Inovadoras com o desenvolvimento de um sistema computacional capaz de integrar dados que colaboram nos trabalhos de urgência e emergência de motociclistas acidentados.