Publicidade
Inteligência Artificial: cenário de oferta e demanda na América Latina
07 de Fevereiro de 2024

Inteligência Artificial: cenário de oferta e demanda na América Latina

Além das profissões já existentes, que passarão por transformações com a implementação da IA, novas ocupações estão surgindo

A Inteligência Artificial (IA) tem desencadeado uma revolução no mercado de trabalho latino-americano, impulsionando a criação de novas funções, além de aprimorar as atividades já existentes.

Segundo o Fórum Econômico Mundial, estima-se que a IA seja responsável pela geração de 97 milhões de empregos até 2025, evidenciando um crescimento líquido nas oportunidades profissionais. Entre os setores que mais devem gerar novos empregos impulsionados por essa tecnologia são varejo, bancos, TI e marketing.

Publicidade

Na área de varejo, por exemplo, cargos como ‘analista de dados’ e ‘especialista em experiência do usuário’ se destacam, uma vez que a capacidade de análise no processamento de dados será essencial para melhorar a interação com o cliente em plataformas on-line.

Já no setor bancário, os ‘especialistas em segurança cibernética’, que atuam contra irregularidades em sistemas, mitigando riscos ao negócio, assim como o ‘consultor de automação’, que busca mecanismos de automatização para que os processos bancários sejam mais eficientes com o uso da IA, são exemplos de funções que devem gerar demanda de profissionais.

Nos demais setores do mercado, os cargos beneficiados incluem ‘desenvolvedor de sistemas’, responsável pelo projeto, desenvolvimento e manutenção de sistemas de Inteligência Artificial; ‘especialista em ética’, que tem como foco o desenvolvimento de políticas e regulamentos para garantir o uso responsável e ético de ferramentas de IA; e ‘especialista em marketing digital’, função que utiliza a tecnologia para otimizar campanhas de marketing e publicidade on-line.

Além das profissões já existentes, que passarão por transformações com a implementação da IA, novas ocupações estão surgindo, como “engenheiro imediato” e “engenheiro de prompts”. Esses cargos ocupam um espaço significativo com o uso da IA, especialmente nos setores de saúde, finanças e tecnologia, que buscam profissionais para otimizar a comunicação entre humanos e máquinas.

E a procura por pessoas com essas especialidades cresce de forma gradativa na América Latina, com salários anuais que chegam a US$ 73 mil dólares, em torno de R$ 365 mil reais por ano, segundo estudo realizado pela Deel, plataforma de contratação e pagamento de talentos globais.

A tendência de aquecimento deste mercado é iminente. De acordo com um relatório elaborado pelo MIT Technology Review e pela consultoria Everis, no primeiro ano da pandemia, 53% das empresas pesquisadas não possuíam nenhuma implementação relacionada à IA, mostrando que ainda havia um longo caminho a percorrer. Já no final de 2022, a Forrester publicou que, em resposta à crise de Covid, 52% das empresas ouvidas aceleraram seus planos de adoção de IA.

Todos esses indicadores mostram que a presença da IA no mercado de trabalho apresenta um futuro dinâmico e com muitas oportunidades, ao mesmo tempo que expõe desafios significativos, considerando a adaptação às mudanças tecnológicas, ao desenvolvimento contínuo de habilidades e à atenção sobre a ética.

Esses atributos são fundamentais neste campo, ainda em exploração, da Inteligência Artificial, pois o caminho é garantir que a integração da ferramenta na sociedade seja benéfica e equitativa. Ao abraçar essas transformações e enfrentar os desafios que surgem, os profissionais estarão cada vez mais preparados para prosperar neste mercado em constante evolução.

 

WhatsApp
Junte-se a nós no WhatsApp para ficar por dentro das últimas novidades! Entre no grupo

Ao entrar neste grupo do WhatsApp, você concorda com os termos e política de privacidade aplicáveis.

    Newsletter