Inovações exigem novos perfis de profissionais da Tecnologia da Informação em 2019

02 de Janeiro de 2019

Ao menos 40% das equipes de TI assumirão vários papéis, sendo a maioria relacionada à área de negócios e não de tecnologia.

No ambiente dos negócios, a transformação digital e as mudanças que esse movimento está causando nas empresas atingem diversificados níveis, gerando exigências diferentes em cada área das organizações. O setor da tecnologia da informação, por exemplo, não é mais visto apenas como uma equipe que oferece suporte para o restante da empresa. Atualmente, a exigência é que os profissionais de TI possuam uma visão estratégica de negócios, propondo soluções e inovações para a empresa.

De acordo com o Gartner, ao menos 40% das equipes de TI assumirão vários papéis, sendo a maioria relacionada à área de negócios e não de tecnologia. Já em 2019, as contratações de especialistas deverão cair em mais de 5% para atender a demanda por profissionais mais versáteis, com conhecimento em diversas áreas.

“Neste novo cenário, o profissional que deseja se destacar em sua carreira, deve ter a capacidade de se relacionar com clientes, fornecedores e parceiros, e só assim compreender mais a fundo os processos de negócio da empresa em que atua, aplicando-os no ambiente de TI para gerar resultados que impactem positivamente no desempenho da organização”, afirma Gilmar Tamanini, presidente da Teclógica, empresa de TI e negócios de Blumenau (SC).

Crescimento do setor

Segundo as estimativas da EMIS Insights, os serviços de TI devem crescer 5% por ano entre 2017 e 2021 e, até o final de 2021, as vendas de software e serviços de TI devem alcançar USD 25,8 bilhões com um aumento de 5,7% por ano. O crescimento deve ser baseado na recuperação da economia que irá atrair investimentos em cloud, ajudando a expandir evoluções tecnológicas.  

O estudo revela que o setor de TI no Brasil está cada vez mais centrado no desenvolvimento de software e serviços de TI. O principal impulsionador de crescimento para o setor de TI são os investimentos em segurança e aplicativos na nuvem, que aumentarão as vendas nos próximos anos.