Publicidade
IA é aliada do mercado de trabalho, não do desemprego
02 de Fevereiro de 2024

IA é aliada do mercado de trabalho, não do desemprego

Crescimento da Inteligência Artificial coincide com a menor taxa de desemprego em quase 10 anos no Brasil

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

O Brasil encerrou o ano de 2023 com uma notícia positiva: a menor taxa média de desemprego desde 2014, atingindo o marcante índice de 7,8%.

Neste cenário, a 123RF, uma plataforma de banco de imagens e IA generativa, destaca o papel fundamental da inovação e da inteligência artificial no fortalecimento do mercado.

Publicidade

Contrariando previsões negativas sobre o impacto da IA no mercado de trabalho, os dados revelam uma correlação interessante: o ano de 2023, marcado pelo amplo uso da inteligência artificial no cotidiano, coincidiu com a menor taxa de desemprego em uma década.

“Eu afirmo há tempos que a IA não chegou para substituir o trabalho humano, mas para complementá-lo e aprimorá-lo”, afirma Bruno Araujo, Diretor Executivo LATAM do Grupo Inmagine. “Ela pode ajudar os profissionais a serem mais produtivos e eficientes, liberando-os para se dedicarem a outras tarefas mais estratégicas e menos operacionais. O resultado é essa queda no desemprego.”

O uso da IA para estudo e aprimoramento técnico é uma prática estabelecida em diversos setores, desde financeiro, tecnológico, criativo, entre outros, mostrando como a tecnologia se tornou uma aliada na busca contínua por excelência profissional, mantendo assim, ativo no mercado de trabalho.

“Os dados são claros: a IA não é uma ameaça ao mercado de trabalho, mas as pessoas deverão estar atualizadas a respeito”, finaliza Araujo.

 

Publicidade
Publicidade