Google atinge meta de compensar em 100% com energia renovável o consumo de eletricidade de seus escritórios e data centers

09 de Abril de 2018

Foto: Reprodução/Blog do Google

Há um ano, o Google anunciou que estava no caminho certo para buscar energia renovável para suprir toda a eletricidade consumida no próximo ano. No início deste mês a empresa alcançou sua meta, com  quantidades de energia eólica e solar excedendo a quantidade de eletricidade utilizada nas operações de todas as operações do Google, incluindo escritórios e data centers.

De acordo com um post do Vice-presidente sênior de infra-estrutura técnica, Urs Hölzle, no blog da empresa, em 2017, a companhia compensou cada quilowatt/hora de energia gasto com fontes renováveis, fazendo com que o Google se torne a primeira empresa deste porte a ter alcançado esse feito.

"Hoje temos contratos para comprar três gigawatts (3GW) de produção de projetos de energia renovável; nenhum comprador corporativo compra mais energia renovável do que nós", disse o executivo. A empresa assina contratos todos os anos para novos projetos de geração de energia renovável nos mercados onde tem operações.

A construção do parque eólico ou campo solar leva de um a dois anos para ser finalizada e ter início de sua produção. Segundo o texto, em 2016 os projetos operacionais do Google produziram energias renováveis para cobrir 57% da energia que é utilizada de concessionárias globais. Neste mesmo ano a empresa assinou um número recorde de novos contratos para empreendimentos eólicos e solares que ainda estavam em construção. Esses projetos começaram a operar em 2017, e essa produção adicional de energia renovável foi suficiente para cobrir mais de 100% do que o Google utiliza durante todo o ano.

"Dizemos que 'igualamos' nosso uso de energia porque ainda não é possível “impulsionar” uma empresa de nossa escala em 100% de energia renovável. É verdade que para cada quilowatt-hora de energia que consumimos, adicionamos um quilowatt-hora correspondente de energia renovável a uma rede elétrica em algum lugar. Mas essa energia renovável pode ser produzida em um lugar diferente, ou em um horário diferente, de onde estamos executando nossos data centers e escritórios. O que é importante para nós é que estamos adicionando novas fontes de energia limpa ao sistema elétrico, e que estamos comprando essa energia renovável na mesma quantidade que estamos consumindo, globalmente e anualmente", destacou.

"Este programa sempre foi o primeiro passo para nós, mas é um marco importante na nossa corrida para um futuro sem carbono. Queremos chegar a um ponto em que as energias renováveis ​​e outras fontes de energia livres de carbono realmente impulsionem nossas operações a cada hora de cada dia. Será necessária uma combinação de estruturas de tecnologia, política e novos negócios para chegar lá, mas estamos animados com o desafio", finalizou.


Google é o maior comprador de energia renovável do mundo.


Os 26 projetos de geração de energia renovável do Google em todo o mundo têm uma capacidade de 3GW de produção anual total.


A energia consumida pelos 15 sites de data center, que executam produtos do Google 24 horas por dia, 7 dias por semana, é igual a 100% com energia renovável.