Estudo do Grupo Mulheres ACATE irá mapear perfil do ecossistema feminino de tecnologia catarinense

10 de Maio de 2021

Todas as mulheres que atuam em empresas de base tecnológica em SC estão convidadas a participar

O grupo Mulheres ACATE, da Associação Catarinense de Tecnologia, lança uma pesquisa que pretende traçar o perfil feminino do ecossistema catarinense. Todas as mulheres que atuam em empresas de base tecnológica em Santa Catarina estão convidadas a participar, basta responder a pesquisa (disponível aqui) até o dia 13 de maio. 

O estudo, além de mapear cargos, setor de atuação das empresas, faturamento médio, número de colaboradores, entre outros, busca entender quais as boas práticas adotadas pelas mulheres em suas empresas, e as principais dificuldades enfrentadas em suas trajetórias profissionais. A diretora do Mulheres ACATE, Gisele Machado, explica que o levantamento é de fundamental importância para orientar as novas ações do grupo conforme o perfil e interesse das mulheres do ecossistema, fortalecendo e aumentando a atuação feminina no setor e promovendo uma mudança de cultura nas empresas. 

“Apesar de já termos alguns dados, com a pesquisa vamos entender melhor quem são as mulheres e suas dores, o que vai nos ajudar nos próximos passos, pensando em ações estratégicas para o futuro das mulheres que já estão na tecnologia e as que ainda virão”, ressalta.. 

Mulheres ACATE

O grupo foi criado em abril de 2018 e tem o propósito de fortalecer o protagonismo feminino no universo tech e, assim, transformar a cultura empreendedora, impactando o ecossistema e o tornando mais igualitário, justo, criativo, inovador e diverso. Além da pesquisa, o grupo está realizando uma série de ações para comemorar os três anos de atuação. A próxima delas será uma rodada de pitches para mulheres empreendedoras. 

Mais informações aqui.

 

Notícias Relacionadas