Cocreation Lab abre inscrições para pré-incubação em Florianópolis

02 de Fevereiro de 2021

Programa 100% gratuito contará com unidades direcionadas a estudantes de tecnologia e para a comunidade

Créditos: Divulgação

Na última segunda-feira (1º) o Cocration Lab - maior programa de pré-incubação do país - abriu edital para as próximas turmas em Florianópolis. Os interessados em participar que tiverem ideias inovadoras prontas para serem transformadas em negócios podem se inscrever gratuitamente até o dia 21 de fevereiro neste link.

Dessa vez, o programa contará com duas unidades: uma do Centro Tecnológico da Universidade Federal de Santa Catarina (CTC-UFSC), a primeira realizada dentro da universidade, direcionada para estudantes universitários e projetos que utilizem tecnologia. O grupo precisará contar com proponentes alunos do Centro Tecnológico, mas a equipe poderá ser composta por estudantes de todos os cursos da UFSC. Já a segunda é a unidade do Campeche, localizada nas dependências do Centro de Educação, Eventos e Lazer do Sistema Fiesc (Ceel/Fiesc). Essa será aberta para toda a comunidade, oferecendo uma estrutura completa para o desenvolvimento de ideias inovadoras: sala de cocriação, auditório, impressora 3D, máquina de corte a laser, mini biblioteca e acesso à internet. O início das atividades está previsto para 15 de Março.

“É uma satisfação oferecer o programa, cuja metodologia foi criada e validada na UFSC, para os alunos do Centro Tecnológico. Desde 2016, as consultorias com startups, muitas delas com grande sucesso, foram a prova de fogo para que a metodologia pudesse ser aplicada fora do ambiente acadêmico e para que fosse criado o Cocreation Lab. Agora, buscamos atrair estudantes que têm o sonho de empreender”, comenta o professor Luiz Salomão Ribas Gomez, criador da pré-incubadora.

Depois de selecionados, os participantes terão, em cinco meses, acesso a diversas atividades, mentorias e networking, por meio da metodologia exclusiva TXM Business. Na sequência, os projetos estarão prontos para serem incubados ou receberem investimento. Mais informações pelo site.

Notícias Relacionadas