CERTI lança prêmio de inovação para homenagear iniciativas inovadoras do Ecossistema

25 de Setembro de 2019

Segunda edição do Prêmio CERTI comemora os 35 anos da instituição e abrange novas categorias

Inovação e empreendedorismo praticados por empresas, instituições e pessoas principalmente na região de Florianópolis é a proposta do Prêmio CERTI 2019. Serão premiados projetos, empresas iniciativas relevantes não apenas dentro do Ecossistema, mas também realizações de Santa Catarina e de todo Brasil. Com 10 categorias, o Prêmio CERTI deste ano tem como novidades premiações de Economia Criativa, Startup do Ano e Projeto de Governo. A submissão de candidaturas está aberta até 31 de outubro, data em que a CERTI  comemora 35 anos de atividades. A cerimônia de entrega acontece no dia 19 de novembro, no auditório da Softplan, no Sapiens Parque. 

"O prêmio é um reconhecimento ao empreendedorismo e inovação no ecossistema de Florianópolis, que já é uma referência pelo sucesso das empresas e a atuação sinérgica das entidades, que, aliás, são homenageadas pela designação dos troféus das diversas categorias", diz o superintendente geral da CERTI, José Eduardo Fiates. 

Novas categorias

A CERTI traz novidades entre as categorias da segunda edição do Prêmio, que aumentaram de 8 para 10. Foi incluída a categoria Startup do ano, que premiará uma empresa de Florianópolis de acordo com a escolha do público.  As startups também devem se cadastrar até o dia 31 de outubro, como as outras categorias. Entre os critérios de avaliação estão o diferencial empreendedor e o impacto da inovação desenvolvida. A votação será online e ficará aberta ao grande público entre 4 e 18 de novembro. O vencedor será revelado apenas no dia da premiação. Outra nova categoria criada para o Prêmio CERTI é voltada para Projeto de Governo, que reconhecerá iniciativas para fortalecer a cultura da inovação. Podem concorrer quaisquer órgãos, equipes e unidade de governo (executivo, legislativo ou judiciário, municipal, estadual ou federal).  

Neste ano, a categoria Empresa Referência de Economia Criativa substitui a categoria de Comércio, Serviço e Turismo, por ser mais abrangente ao contemplar também outros tipos de negócios, como  cultura, artes, mídia e serviços criativos.  “Esta categoria chegou para evidenciar as boas iniciativas em Economia Criativa que estão surgindo no ecossistema e estimular o surgimento de novas ideias”, diz Fiates.

Processo de avaliação

Os projetos serão avaliados por, no mínimo, três membros do Conselho Deliberativo, que atribuirão notas de 0 a 10 para cada proposta submetida, considerando cada um dos critérios da categoria.  Com base nas notas, o Conselho selecionará um vencedor por categoria. O procedimento será o mesmo para todas as categorias, com exceção da Startup do ano, que tem votação aberta, e do Personagem Histórico. Para esta última não haverá submissão, sendo que o Conselho Deliberativo irá escolher o vencedor, com base na sua trajetória e contribuições para o empreendedorismo inovador da Grande Florianópolis, de Santa Catarina ou do Brasil. 

 

Os formulários de inscrição de cada categoria e o regulamento estão disponíveis no site da CERTI.