Catarinenses vencem desafio de inovação em combate ao coronavírus

18 de Maio de 2020

Soluções ajudam na localização de cursos online e no planejamento de aulas durante a pandemia

Um grupo de alunos e professores do Senai Santa Catarina recebeu destaque em duas categorias do Grand Prix de Inovação – combatendo o coronavírus, competição que desde abril busca trazer soluções ao enfrentamento da crise gerada pela Covid-19. O resultado foi divulgado nesta segunda-feira (18).

Na categoria aluno, o projeto vencedor foi o Home Study. Respondendo ao desafio ‘Como estudar ou não diminuir o ritmo dos estudos enquanto passamos por uma pandemia?’, os alunos Edgar Pavesi e Matheus Winter, junto ao orientador Wagner Correia, desenvolveram uma plataforma que reúne cursos pagos e gratuitos espalhados pela internet, categorizados por tema, com link para acesso e avaliação da qualidade. A solução visa auxiliar alunos que gastam muito tempo buscando formações adequadas e localizar cursos gratuitos para aqueles que não podem investir em programas pagos.

 

Já na categoria Docente, a partir do desafio ‘Que ferramentas educacionais inovadoras podem ser utilizadas em tempo de pandemia?’, os professores Rosani Marcarini e Wagner Correia ficaram em terceiro lugar com a criação do portal Esfera da Educação. O site oferece suporte para planejamento de aula, seja ela a distância ou presencial, com indicações de atividades, explanação do tema, atividades interativas e avaliativas. A ferramenta busca apoiar professores a criar uma estratégia de ensino, definindo os recursos e ferramentas mais apropriados, num universo de meios digitais aplicados ao ensino, mas que muitas vezes os docentes desconhecem.

 

“Esse reconhecimento reforça o compromisso que a rede SESI SENAI, seus alunos e docentes têm dado aos programas de inovação e empreendedorismo, criando oportunidades para o desenvolvimento de habilidades e competências do profissional do futuro, como resolução de problemas, criatividade e colaboração. Estamos no caminho certo, investindo em capacitação e incentivando nossos alunos a participarem dos desafios”, comenta o diretor de educação e tecnologia da FIESC, Fabrizio Machado Pereira.

Notícias Relacionadas