Publicidade
Edição especial do Startup Weekend fomenta as mulheres na tecnologia
27 de Abril de 2022

Edição especial do Startup Weekend fomenta as mulheres na tecnologia

Evento acontece entre 29 de abril e 1 de maio

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

O Startup Weekend, organização global sem fins lucrativos de líderes e empreendedores, realiza entre os dias 29 de abril e 1 de maio, o “Startup Weekend Women”, edição especial com cerca de 75% das participantes e mentoras mulheres. O objetivo é fomentar a participação feminina no ecossistema de startups e tecnologia no Brasil. O evento acontecerá no formato híbrido – presencial, na sede da Oli, em Moema, e também via transmissão digital.

O encontro contará com uma série de atividades e conteúdos que vão ensinar as participantes a criarem uma startup, além de proporcionar recursos a pessoas e mentoras que ajudarão na definição dos próximos passos para empreender. O evento também proporciona uma ampla rede de conexões para networking, troca de ideias e experiências.

Publicidade

Dentro do cronograma de três dias, as participantes devem apresentar suas ideias, validarem o problema, além de criarem um MVP (mínimo produto viável) e, na última etapa, apresentarão o pitch que será avaliado pela banca de mentoras. “O mercado de startups é majoritariamente masculino e, por isso, o nosso propósito é incentivar mulheres de todas raças, etnias, faixas etárias e orientações sexuais, para criarmos juntas espaços plurais com diferentes culturas e mais representatividade”, afirma Ivy Cristiny, organizadora e mentora do Startup Weekend.

Para promover mais diversidade e inclusão no mercado brasileiro de startups, o Startup Weekend Women também firmou parceria com três organizações: a Bicha da Justiça, primeira startup do Brasil voltada à luta pelos direitos da comunidade LGBTQIAPN+; a UX para Minas Pretas — edtech que busca potencializar a atuação pessoal e profissional de mulheres pretas — e a Abalô LGBT, que tem como objetivo empoderar social e economicamente a comunidade LGBTQIAPN+. As três organizações participarão do evento por meio de disponibilização gratuita de ingressos para as suas clientes, alunas e seguidores.

“A Oli tem em seu board de sócios duas mulheres, mas infelizmente esse cenário ainda é uma exceção no nosso país. Apoiar essa iniciativa nos coloca como protagonistas para mudar essa situação”, explica Ludmila Tavares, co-founder e Head de Marketing e Vendas da Oli, empresa que sediará o evento.

 

Foto do topo de Alexander Suhorucov no Pexels.

Publicidade
Publicidade