ENTREVISTA | Paulo Ratinecas, Cofounder da Be Happy

02 de Maio de 2019

Ferramenta inovadora para a Gestão Estratégica de Pessoas – mais bem-estar, felicidade, produtividade para a Empresa e Colaboradores

Paulo Ratinecas é Mestre em Administração de Empresas/Gestão Empresarial pela FGV/EBAPE. Pós-graduado em Gestão Empresarial pela FGV EBAPE. Possui especialização em Marketing e graduação em Administração de Empresas e Pública pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1979). Tem experiência nas áreas de marketing e comunicação. Diretor da MaxiMarket Gestão do Reconhecimento desde 1998, ao longo deste tempo vem atuando como Consultor de Empresas e Professor Universitário. Anteriormente, exerceu atividades como profissional de Marketing no Grupo RBS (Gerente de Marketing RBS Jornal, Gerente de Desenvolvimento, Gerente de Marketing Corporativo), por um período de 15 anos. A MaxiMarket é a empresa líder na região sul e uma das principais empresas brasileiras no desenvolvimento de cases histories e na Gestão do Reconhecimento, já tendo conquistado mais de 220 premiações em nível nacional e internacional para seus Clientes.

 

Sua empresa, Maxi Market, já passou dos 20 anos. Fale-nos sobre essa trajetória.

A empresa foi criada há quase 30 anos, primeiro com foco em consultoria para pequenas e médias empresas. Com a minha entrada na sociedade, há 20 anos, a empresa passou a se posicionar como Gestão do Reconhecimento, com o objetivo de direcionar-se para empresas e instituições de médio e grande porte fomentando o seu relacionamento institucional e promocional e distinguindo a promoção da marca para fortalecimento e reconhecimento de sua proposta de valor. Um serviço inovador na época. A MaxiMarket passou a assessorar todo o mercado brasileiro, principalmente em reconhecimento via conquista de premiações e certificações nacionais e internacionais. Foram mais de 280 premiações obtidas para os seus clientes e para a empresa com os seus projetos reconhecidos. Um dos principais cases que a MaxiMarket assessorou foi o processo de reconhecimento e valorização da imagem e dos produtos imobiliários de Jurerê Internacional no início dos anos 2000. Além de cases como Claro, Olympikus, Vivo, Volkswagen, TAP, Gerdau, RBS, Vale, O Boticário, entre tantas outros.  Nesta mesma época, direcionou-se também para o assessoramento à Sindicatos e Instituições Privadas, criando e coordenando importantes premiações setoriais, principalmente, nas áreas de construção civil e educação. 

Qual o foco da empresa atualmente?

A MaxiMarket ampliou o seu portfólio de produtos, passando a planejar, desenvolver e viabilizar projetos institucionais, principalmente na área cultural.  O principal projeto em execução nos últimos cinco anos tem sido o Construção Cultural para o SINDUSCON-RS, com o programa Resgate do Patrimônio Público.
Mais recentemente uma oportunidade na área de gestão de pessoas foi identificada. As empresas para serem competitivas e mais rentáveis têm que ter em sua equipe colaboradores engajados e comprometidos no seu propósito. Ou seja, para isso as pessoas precisam ser felizes, não somente na empresa, mas em suas vidas. Ainda que essas subjetividades sejam algo novo na área de gestão, diversos estudos já confirmaram que "a felicidade, como bem-estar da equipe, turbina o lucro". E é isso o que as organizações mais atentas vem buscando como vantagem competitiva.

Vocês agora estão empenhados na nova cria: Be Happy. Do que se trata?

A Be Happy surgiu para atender a uma questão emergente empresarial focada na valorização dos profissionais de forma integrada, incluindo o bem-estar, ou FIB (Felicidade Interna Bruta), como indicador de desempenho a ser gerenciado nas empresas. 
A Pesquisa Be Happy produz informações estratégicas para que organizações, junto com seus colaboradores, sejam ainda mais produtivos e felizes, através da inclusão do FIB como indicador de desempenho. O Diagnóstico da Felicidade com base no FIB é uma métrica inovadora que avalia a Felicidade Interna Bruta e identifica o que contribui, e o que vem prejudicando o bem-estar na empresa. A pesquisa que permite mensurar o índice de felicidade dos Colaboradores considera aspectos como Bem-Estar, Saúde, Uso do Tempo, Vitalidade Comunitária, Educação e Cultura, Governança, Meio Ambiente e Padrão de Vida.
A métrica do bem-estar | felicidade com base no índice FIB – Felicidade Interna Bruta – é arrojada, pois avalia o bem-estar das pessoas com base em oito dimensões e 32 atributos, considerando cada indivíduo de forma ampla e integrada, mapeando aspectos favoráveis e prejudiciais para gerenciá-lo de forma eficaz. A ferramenta permite que as empresas obtenham informações relevantes para o desenvolvimento de estratégias e ações que incrementem o bem-estar. 
As empresas passarão a contar com informação estratégica para gerir a comunicação, relacionamento, benefícios e conhecimento relevante para obter mais bem-estar para o seu público e por consequência ampliar sua produtividade. O que vem resultar em ganhos para todos proporcionando um maior envolvimento e engajamento com os propósitos pessoais e empresariais, com geração de valor e bem-estar geral.
O mapeamento de pontos positivos e negativos, que pode ser avaliado de forma integral ou segmentada (por cargos, unidades de negócio, níveis hierárquicos, entre outros filtros), possibilita trabalhar a gestão de pessoas de forma estratégica. O que indicará o desenvolvimento de ações, campanhas de endomarketing e planejamento ou reavaliação dos benefícios oferecidos.

Qual o público-alvo da Be Happy?

O público-alvo da Be Happy são empresas de pequeno a grande porte de todas as regiões do Brasil, que compartilham da crença de que avaliar e gerenciar o bem-estar da equipe é um investimento estratégico.

Esse tema Felicidade está começando a ser muito falado. É algo que veio para ficar ou é mais um passageiro?

Os produtos, os preços, as tecnologias... são copiáveis. Porém contar com uma equipe profissional competente, engajada e criativa "não tem preço". 
E diria que assim como a necessidade de inovação não é modismo, é questão de sobrevivência no mercado, a busca do bem-estar é perene. A importância da gestão estratégica de pessoas com todos os possíveis recursos que a fortalecem também é estratégica. Sempre foi, mas hoje com as reduções de equipe, é fundamental conhecer, comunicar e se relacionar melhor com os colaboradores para obter melhores resultados. 
Todas as empresas estão ansiosas por mais produtividade e comprometimento de sua equipe. A Be Happy oferece uma ferramenta estratégica para implantar ações que, bem desenvolvidas, irão proporcionar importantes ganhos e maiores lucros. Além disso, a empresa que tiver em sua essência e no seu propósito, uma visão de relações de prosperidade, tanto com os seus colaboradores, como com a sociedade, tem nessa ferramenta um aliado valioso. 

No que essa metodologia difere dos velhos modelos de programas de incentivos?

O FIB é um indicador de desempenho qualitativo que permite avaliar as pessoas de forma integrada, através de 8 dimensões. Os resultados informam quais os atributos estão construindo, e prejudicando, o bem-estar em uma empresa. Assim é possível identificar que tipo de ação pode ser realizada para maximizar o bem-estar de cada equipe, inclusive ajustando ações e investimentos junto aos diferentes perfis avaliados entre os públicos internos da empresa: cargos, áreas, lideranças...
Em resumo, se trata de um Indicador de Desempenho para favorecer o Bem-Estar. Os ganhos individuais são subjetivos, mas a produtividade e a lucratividade são crescentes.

O chavão "você só deve trabalhar numa empresa onde, acima de tudo, tenha prazer em ir todo dia", continua sendo mantra na preparação de profissionais?

De certa forma sim, e as novas gerações parece que já nasceram sabendo isso. A questão fundamental é que resultados superiores, para profissionais e empresas, são consequência de alta performance. E isso só é possível unindo conhecimentos, habilidades e atitudes acima da média. Ou seja, se você não gosta do que faz... dificilmente   conquistará e se manterá bem-sucedido.

Mesmo com os desafios trazidos pela evolução da tecnologia, Maslow sempre presente na vida das pessoas. Como Be Happy trabalha isso?

A Be Happy contribui para que as pessoas consigam efetivamente conquistar ganhos em seu bem-estar e buscar a autorrealização e, com isso, agregarem mais valor e produtividade para as empresas. 
Ao avaliar seu nível de bem-estar em diversos aspectos, olha para si e começa a se dar conta, se conhecer melhor e a reconhecer que muitas vezes questões simples podem favorecer seu bem-estar, tornar sua vida muito mais significativa e feliz. As empresas da nova economia, como as startups e as que já estão se reinventando, têm nessa ferramenta um importante aliado para serem fonte de prosperidade integrada. Pessoas e empresa aliando-se para crescerem e se solidificarem em sua busca da felicidade e bem-estar mútuo.

Em que momento está o produto e qual sua área de atuação?

Estamos atuando em todas as regiões do País. A pesquisa já foi testada e aplicada em empresas e instituições de diferentes portes e localizações.
Maiores informações podem ser obtidas no site www.behappy.pro.br , pelo e-mail contato@behappy.pro,br .

 

Conheça os objetivos da Pesquisa FIB | Be Happy

• Conhecer o grau de felicidade/bem-estar e as particularidades do FIB (Indicador de felicidade Interna Bruta) na empresa.
• Analisar diferenças do nível de bem-estar entre departamentos e/ou unidades de negócio.
• Diagnosticar aspectos que favorecem ou prejudicam o bem-estar nas diferentes equipes.
• Planejar ações pertinentes e compatíveis para maximizar o bem-estar das equipes.
• Identificar investimentos prioritários para alavancar o bem-estar.

Ganhos da Pesquisa FIB
• Subsídios importantes para a gestão estratégica de pessoas e endomarketing.
• O FIB, Indicador de Felicidade Interna Bruta, passa a ser um índice qualitativo de desempenho empresarial.
• A efetiva gestão da felicidade/bem-estar na empresa gera mais produtividade e lucro.
• Proporciona uma análise da felicidade/bem-estar segmentada para diferentes unidades/equipes, contribuindo para decisões gerenciais.  
• Empresas que participam da pesquisa e apresentam status de Muito Feliz, ou de Feliz, recebem um Diploma e um Selo Be Happy para uso institucional e promocional.

Caso deseje acessar a apresentação da Be Happy em PDF, clique aqui

Contatos
www.behappy.pro.br 
contato@behappy.pro.br