Entrevista com Renata Simões, iStock - A importância de imagens para a saúde mental 

11 de Setembro de 2021

Profissional aborda o uso de imagens diversificadas e como isso tem alterado nos últimos anos

Neste mês de setembro as atenções estão voltadas para movimentos dedicados à conscientização sobre a prevenção do suicídio que busca alertar a população a respeito da realidade da prática no Brasil e no mundo. A melhor forma de se evitar um suicídio é através de diálogos e discussões que abordem o problema, evidencia a campanha Setembro Amarelo que já em andamento em todos os meios de comunicação.

O AcontecendoAqui foi buscar junto à Getty Images uma entrevista para abordar o aspecto das imagens estarem sendo usadas com bons resultados nos tratamentos da saúde mental. Fomos atendidos em nosso pleito por Renata Simões, gerente sênior de conteúdo criativo da iStock na América Latina. Confira a seguir:

 

Por ser assunto sério que requer muita responsabilidade quando falamos sobre o suicídio, quais caminhos devem ser usados e evitados?

À medida que a conversa em torno da saúde mental se torna mais matizada, os anunciantes, profissionais de marketing e comunicadores têm a tarefa de contar histórias mais holísticas sobre o assunto. Quando as empresas estão navegando em imagens para campanhas, é importante escolher imagens que representem toda a vida de pessoas com alguma questão em sua saúde mental, não apenas quando estão em perigo ou em um terapeuta. Procure pessoas em recuperação ou que estejam dando os passos necessários para encontrar paz e alegria na vida.

 

Recentemente começou a ser propagado que o uso de imagens está sendo feito com bons resultados. Em quais  momentos do processo?

Percebemos, por meio de nossa pesquisa GPS Visual, que, apesar da busca pela mídia e pelas pessoas por uma melhor relação com o corpo - a chamada body positivity - muitas mulheres brasileiras, assim como cidadãs de outros países, ainda se sentem sub-representadas. Segundo a pesquisa, 43% das brasileiras não se sentem bem representadas na publicidade.

Com isso em mente, temos nos concentrado cada vez mais na propagação de imagens diversas e não estereotipadas de mulheres e homens e de indivíduos não binários. Um desses avanços deu início ao projeto ShowUs, uma parceria entre Getty Images e Dove e Girlgaze, que tem como foco justamente a busca por uma maior representatividade de mulheres para mulheres.

Após o lançamento da coleção, pesquisas com clientes globais no gettyimages.com aumentaram para 'mulher real' (até 150%), 'beleza natural' (mais de 100%) e 'corpo positivo' (mais de 470%) enquanto novos termos de pesquisa aparecem como 'sem retoque' e 'mulher autêntica'. Ou seja, essas imagens - de diferentes tamanhos, cores, corpos e identificações - têm sido mais bem recebidas pela mídia e pela publicidade e, com elas, o público se sente mais representado ao se ver em uma campanha ou matéria e, com isso, trouxe melhores resultados para sua saúde mental.

 

Com quais temas as imagens podem ser aplicadas na comunicação e as que mais funcionam?

Imagens, vídeos e ilustrações contam histórias. Eles são usados para transmitir mensagens, temas e emoções. Mas hoje, os consumidores veem mais imagens do que nunca, então eles estão ficando cada vez mais inteligentes e sofisticados. As empresas, grandes e pequenas, devem garantir que as imagens que usam em marketing e publicidade sejam autênticas e representativas das comunidades que estão tentando alcançar.

 

 

 

Qual o papel das imagens na construção da persona dos indivíduos?

O mantra "você não pode ser o que não pode ver" ainda soa verdadeiro. Como sociedade, devemos garantir que nossa mídia e publicidade incluam todas as comunidades para que as pessoas possam ser vistas no mundo em que vivem. As imagens que preenchem nossas vidas nas redes sociais, no transporte público e em nossas casas, desempenham um papel massivo na forma como vemos o mundo.

Identificação e pertencimento são conceitos atrelados diretamente a saúde mental. Como trabalhar esses quesitos positivamente por meio das imagens?

Na iStock, acreditamos realmente que as imagens movem o mundo. Para que isso seja verdade, devemos representar com precisão e autenticidade as questões que existem no mundo. Entendemos que é uma tarefa difícil, mas também a vemos como o centro de nossa missão como empresa. Quando as pessoas veem imagens do mundo ao seu redor, elas têm o poder de inspirar, conectar comunidades e criar empatia. Estamos criando esse tipo de conteúdo visual e imploramos às empresas que o utilizem.

Notícias Relacionadas