Quarta edição do PLANETA.doc começa na próxima segunda em Florianópolis

11 de Outubro de 2017

Mais de cem filmes compõem a programação do Festival Internacional de Cinema Socioambiental

No dia 23 de outubro, acontece o II Planeta.doc Conferência, na UFSC, que já está com inscrições abertas. Toda a programação é gratuita e pode ser baixada no APP PLANETA.doc ou no site do festival 

“Há água suficiente na Terra para prover nove bilhões de pessoas em 2050?”. A pergunta que moveu os diretores franceses no documentário Expedição  Grand Rift - Os Guerreiros da Chuva (2012, 52 min) e os incitou a percorrer milhares de quilômetros de territórios africanos em processo de desertificação  é uma entre as centenas de questões instigantes trazidas pelo Festival PLANETA.doc, que inicia na próxima segunda-feira, dia 16 de outubro, em Florianópolis e outras várias cidades catarinenses, e vai até 10 de novembro.

Com mais de cem filmes na programação, muitos premiados em festivais do mundo inteiro, a quarta edição do PLANETA.doc transforma as cidades no cenário ideal para repensar paradigmas e mergulhar na realidade do mundo contemporâneo, propondo inovações e soluções para os problemas socioambientais com que se depara a humanidade em um planeta de vida abundante. 

O festival, maior do gênero do sul do país e um dos principais do Brasil, trata de toda a temática da imbricação do ser humano com  a Terra, o que inclui  temas polêmicos e urgentes como produção e destino do lixo, mobilidade urbana,  retomada dos espaços públicos nas cidades contemporâneas, alimentação e saúde pública, movimentos sociais, explorações de territórios e biomas  e um olhar aprofundado  para as realidades sociais e ambientais dos quatro cantos do planeta. 
Os filmes serão exibidos gratuitamente em  universidades, espaços culturais públicos e  cineclubes.  Entre os espaços que irão sediar o evento estão o cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC), Sapiens Parque, Centro de Eventos e auditório da reitoria da UFSC, Fundação Cultural Badesc e rede Cinesystem (Shopping Iguatemi), além de espaços diversos da cidade como o Circo da Dona Bilica, espaço Conexão, O Sítio, o Círculo Artístico Teodora e Sol da Terra.

O Festival disponibiliza, para toda a rede de escolas públicas (municipais e estaduais) de ensino médio e fundamental,  a Plataforma Planeta na Escola, permitindo a utilização dos filmes em sala de aula como ferramenta de educomunicação durante os anos 2017 e 2018.

Além da exibição de filmes, haverá debates e o PLANETA.doc Conferência - destaque desta edição, com pensadores, cineastas, ativistas e cientistas que vem inovando em questões ligadas à sustentabilidade. 

O objetivo é difundir temáticas relacionadas à preservação da vida por meio de filmes com foco nos desafios da sustentabilidade e apresentação de  soluções que estão sendo geradas para viabilizar sociedades harmonicamente integradas ao seu meio natural. O festival lança o desafio de pensar a sociedade atual de forma transdisciplinar para traçar linhas de reconexão que evidenciem a importância do papel do ser humano na condução do destino do planeta.
"Nossa proposta é aliar conhecimento e arte. A emoção é necessária no processo de conhecer, e os filmes permitem um aprofundamento em questões limites essenciais, em problemáticas comuns que são vivenciadas em todas as faces da terra porque estamos numa etapa de globalização que coloca a humanidade inteira na mesma nave. Compreender estas problemáticas para dar o salto para a mudança é o objetivo do festival e do PLANETA.doc Conferência", destaca a diretora do festival, Mônica Linhares. 

Por outro lado, a parceria com as escolas permite tratar desses temas de forma contemporânea, inovadora e atraente para uma geração que está formada em uma ampla rede de comunicação audiovisual.  “E, por sua vez, o público em geral tem a oportunidade de acessar filmes que estão fora do circuito comercial nos espaços culturais elencados pelo festival e aproveitar as informações que são trazidas por documentaristas do mundo inteiro”, conclui. 

A programação estará toda disponível no site www.planetadoc.com e através do aplicativo Planeta.DOC, que pode ser baixado no Google Play e Apple Store. Por lá, é possível também acessar trailers dos filmes.

Dia do Planeta abre a programação
O festival começa na próxima segunda-feira, 16 de outubro, com as ações do Dia do Planeta voltadas a alunos de escolas estaduais, municipais e privadas. Cerca de cinco mil estudantes de Florianópolis  vão ter a oportunidade de participar de exibições e debates no Cinesystem Iguatemi, no cinema do CIC, na UFSC e no Sapiens Parque, até o dia 10 de novembro, e em exibições realizadas nas próprias escolas, como o Instituto Estadual de Educação.

 

Planeta.Doc Conferência e debates estão com inscrições abertas
Os benefícios da agricultura urbana, os gastos das prefeituras com a destinação  dos resíduos e a irracionalidade dos processos de descarte,  as alternativas para a mobilidade, a discussão sobre os processos de privatização dos bens comuns e todas as inovações que estão sendo gestadas em torno a conceitos como lixo zero,  cidades do futuro - inteligentes e humanas -  estão entre os temas que serão debatidos por cerca de 15 palestrantes de várias partes do mundo, que participam do Planeta.doc Conferência, no dia 23 de outubro, a partir das 14h, no Auditório Garapuvu da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

O evento, com o tema “Bens Comuns, Lixo Zero e Cidades Humanas”, contará com a participação de cientistas e especialistas na área socioambiental, entre eles o jornalista e ambientalista brasileiro Washington Novaes; a australiana Ronni Kahn, fundador da OzHarvest, impulsionado pelo desejo de fazer a diferença e acabar com o desperdício de comida; e a inglesa Tia Kansara, autora premiada e empresária, fundadora e diretora do Kansara Hackney Ltd., primeira consultoria de estilo de vida sustentável e controle de qualidade ISO no Reino Unido. 

As conferências são realizadas em um formato semelhante a TED, com até 30 minutos de duração, permitindo um painel bastante abrangente  e diversificado. Os encontros acontecerão no Auditório Garapuvu da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), a partir das 14h.

A participação na Conferência é gratuita, mas a inscrição é obrigatória. Basta realizá-la neste link: http://bit.ly/2xuvKpR. Todos os participantes ganham certificado de participação.
No dias 21 e 22 de outubro, o cinema do CIC sediará debates. No sábado (21), após a sessão das 18h30, com o filme Descrescimento - do Mito da Abundância à Simplicidade Voluntária (Espanha), o diretor do Festival Ecozine (Zaragoza, Espanha) Pedro Pinera, vai falar sobre a recente produção cinematográfica na área socioambiental. Já no domingo (22), após a sessão das 20h, com o filme O Jogo da Extinção (DEU, CAN), haverá debate com a presença da produtora do filme Adrienne Hall, da Sound Films. Ela é sócia de Annie Costner e vem da Califórnia.
 

Mostras dentro do Planeta.Doc

Mostra Ecozine - Em parceria com o Ecozine Festival Internacional de Cine y Medio Ambiente de Zaragoza, e com o apoio da Embaixada da Espanha, o Planeta.Doc exibirá filmes, entre curtas, médias e longas-metragens, que estarão na mostra espanhola, que acontece na Fundação Badesc. 
Mostra Planeta.doc Lixo Zero - Neste ano, o Planeta.Doc traz de volta a Mostra Planeta.doc Lixo Zero, com filmes dedicados à destinação de resíduos, comportamentos e qualidade de vida envolvendo esta temática. A iniciativa será realizada em parceria com a Semana Lixo Zero (www.semanalixozero.com.br), do Instituto Lixo Zero, que reúne eventos por todo o país dedicados a discutir e trazer soluções para a redução e gestão dos resíduos. Trata-se de uma mostra de filmes sobre o tema cuja exibição permite a disseminação do conhecimento sobre de que forma os materiais descartados podem ser projetados para se tornarem recursos.
Existe uma grande mobilização em torno do conceito de Lixo Zero. Trata-se de uma meta ética, econômica, eficiente e visionária para orientar as pessoas a mudarem seus estilos de vida e adotarem práticas para emular ciclos naturais mais sustentáveis.

 

Lançamento de plataforma Planeta na Escola Social
Juntamente ao Planeta.Doc Conferência, no dia 23 de outubro, será lançada a plataforma Planeta na Escola Social, no qual escolas públicas – municipais e estaduais – e privadas garantem o acesso aos filmes em sala de aula e participam do evento que estimula professores a abordarem questões relacionadas a sustentabilidade da vida na Terra por meio de filmes, em sala de aula. 
A plataforma cria uma comunidade de aprendizagem, que permite aos professores compartilhar suas práticas pedagógicas e construir um projeto conjunto de utilização do cinema para fins educativos. O professor é a peça chave deste processo educativo por meio dos filmes, pois ele realiza a mediação e interpretação das obras junto aos seus alunos. E tem a oportunidade de conhecer outros educadores e compartilhar com eles projetos, ideias e soluções aplicadas em sala de aula. A Plataforma será utilizada durante todo o primeiro semestre de 2018 pela rede pública municipal e estadual de Florianópolis.

 

Patrocínios, apoios e parcerias
O Planeta.Doc 2017 tem o patrocínio  da Secretaria Municipal de Cultura - Florianópolis, Fundação Cultural Franklin Cascaes, e apoio cultural de Neoway Business Solutions e Digilab. Institucionalmente, o apoio é  da UFSC, Udesc - Universidade do Estado de Santa Catarina, UNISUL - Universidade, Resort Costão do Santinho, Fundação CERTI, Sapiens Parque, Acate, Fundação Catarinense de Cultura, Secretaria de Educação Florianópolis, Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina, Embaixada da França no Brasil, Instituto Francés, Embajada de España en Brasil - Embaixada da Espanha no Brasil, Embaixada da Espanha e Escritório Cultural da Embaixada da Espanha no Brasil, Embaixada do México, Fundação Cultural Badesc, Instituto Estadual de Educação (IEE). 
São parceiros do evento ONU Habitat, Instituto Lixo Zero Brasil, Semana Lixo Zero Florianópolis, EcozineFilm FestivalCineclube Presença, Cine Club Ipan, Aequo Sustentabilidade, ACATS, ATADOS, TV UFSC, ATADOS, Projeto Guarani Serra Geral , UFSC Sustentável Projeto Tecnologias Sociais para a Gestão da Água, Engenharia Sanitária e Ambiental da UFSC , Espaço Conexão, Circo Dona Bilica, CineClube Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis, Shopping Iguatemi, O Sítio, Fundação Badesc, SINEPE, Colégio Catarinense, Instituto Estadual de Educação, Sal da Terra/, Círculo Artístico Theodora.