Jornalista Michelle Araújo promove oficina de escrita e lança seu livro de poesias

30 de Novembro de 2018

Ah! Eu Te Escreveria… trabalha o lado terapêutico da poesia

A poesia como ferramenta para o bem-estar emocional e a saúde mental. Essa é a proposta da jornalista e escritora Michelle Araújo com o projeto Ah! Eu Te Escreveria…, que envolve oficina de escrita poética, que será realizada nesta sexta (30) e publicação de um livro de mesmo nome, em dezembro. 

Workshop em Jurerê
A próxima edição do Workshop Escrita com Alma será no Espaço Circular Cida Garcia, em Jurerê Internacional. Durante a oficina de escrita poética, Michelle promove uma série de dinâmicas para que os participantes possam entrar em contato com seus sentimentos e questões que precisam ser trabalhadas emocionalmente, para então, estimulá-los a escreverem de forma autêntica e fluída.
“Quando tive acesso a uma pesquisa da Universidade de Liverpool comprovando que a leitura de poesias traz mais benefícios para nossa saúde mental do que os livros de autoajuda, me convenci de que era a hora de colocar essa minha paixão antiga a serviço de outras pessoas”, afirma Michelle.

“Recentemente tive contato com outro estudo que registrou diminuição das dores e até o aumento da sensação de esperança em pacientes com câncer após sucessivas doses de poesia. O estudo comparou o resultado com os de pacientes que foram estimulados com música clássica e outros que não tiveram qualquer estímulo paliativo”, revela.

A oficina poética
Nesta sexta-feira (30) será a oitava ocasião em que Michelle promoverá uma oficina de escrita poética. Ela revela que a cada edição se emociona com os resultados. “Algumas pessoas passaram por processos lindos de desbloqueio da escrita poética durante as oficinas. Costumavam escrever, mas estavam há anos sem conseguir se expressar dessa forma. Houve quem conseguiu desbloquear a escrita para terminar uma tese de doutorado e até quem tenha se inspirado a compor uma música durante o processo do workshop”, explica.

A escritora garante que todos são capazes de escrever poesias durante os trabalhos e que a dinâmica das oficinas promove momentos de acolhimento e reflexão, que culminam no momento de partilha com o grupo. “É muito bonito de acompanhar todo o processo. Ao final, a declamação das poesias segue como parte do processo terapêutico, onde existe a identificação com o trabalho produzido pelo colega e a ressignificação de sentimentos”.

Nas redes
O projeto Ah! Eu Te Escreveria..., envolve também o compartilhamento de poesias de sua autoria em texto, vídeo e artes ilustradas, pela conta @euteescreveria do Instagram e pela página no Facebook /aheuteescreveria. Outra ferramenta utilizada por Michelle são as poesias e crônicas em áudio, que ela compartilha por uma  lista de transmissão no WhatsApp e um canal na rede SoundClound. 

O livro
Ah! Eu Te Escreveria… é seu primeiro livro de poesias, uma coletânea dos melhores poemas de um período de 20 anos. A publicação do livro foi viabilizada pela plataforma de financiamento Catarse. A campanha, que se encerrou no dia 18/11, contou com 102 apoiadores e conseguiu angariar R$ 8.393,00 em doações.
Com 112 páginas, o livro tem ilustrações em cor e traços e caligrafia do designer Marcelo Araújo, que também assina a diagramação. Ao final, a escritora revela 4 crônicas escritas entre 2012 e 2014. 
Embora esteja estreando suas poesias no meio físico, algumas de crônicas de Michelle já fizeram parte de um livro publicado em 2016, o Pauta do Dia, uma coletânea de crônicas de 12 jornalistas catarinenses, numa iniciativa da Associação Catarinense de Imprensa.

O lançamento do livro Ah! Eu Te Escreveria... está marcado para dia 18/12, com local ainda a ser confirmado. Alguns exemplares do livro também serão vendidos na ocasião.

Workshop
- 30/11, sexta.
- das 19h às 22h.
- Espaço Circular Cida Garcia, Rua das Caraúnas, 175, Jurerê Internacional, Florianópolis.
- custo: R$120,00

Inscrições pelo (48) 99144-0022.