3ª edição da Fenatruta bate recorde de público e se consolida como atração nacional

19 de Outubro de 2018

Fenatruta foi realizada com 16 restaurantes, nove pousadas e duas lojas de artesanato, comercializou cerca de uma tonelada do peixe

A terceira edção do Festival Nacional da Truta (Fenatruta) chega ao fim com recorde de público e ótimos resultados. Promovido pela Associação do Trade Turístico de Urubici (Pouserra), em Urubici e Bom Retiro, na Serra Catarinense, estima-se que 10 mil pessoas tenham prestigiado o Festival entre a abertura, dia 31 de agosto, e o encerramento em 30 de setembro.

Neste período foram ofertadas ao público diversas opções da gastronomia a base da truta – delicioso peixe de água doce, que permite combinações variadas numa explosão de sabores – em uma das regiões mais charmosas da Serra catarinense. “O sucesso do empreendimento é fruto de trabalho e de boas parcerias, essenciais entre os setores público e privado, para que a cada ano o Festival cresça”, destacou Bianca Antonini, consultora em Turismo e Gastronomia, integrante do comitê organizador. Bianca comemora os resultados. “Esperávamos por um bom festival, mas ele nos surpreendeu se revelando ótimo, batendo recorde de público de todas as edições”, declarou.

"Além de valorizar e disseminar a gastronomia e cultura locais, onde os sabores e os saberes se harmonizam em uma memorável experiência, conseguiu gerar promoção do destino, o espírito de associativismo, o aumento da competitividade e sustentabilidade dos pequenos negócios do setor, por meio de ações de desenvolvimento, inovação e criatividade", disse.

Com exemplos de iniciativa e paixão pela cultura da Serra Catarinense, o Fenatruta mostra, ainda segundo frisam os organizadores, que a diversificada gastronomia local pode ser importante fonte de inspiração para os empreendedores. A meta foi priorizar a sustentabilidade e a responsabilidade social, valorizando os chef´s e seus criativos pratos, divulgando o turismo através das pousadas, restaurantes, comércio e, principalmente, os truticultores, que se empenham na expansão do segmento. A produção de truta em Santa Catarina, segundo a Epagri, é de 700 toneladas ao ano e na região da Serra os criadores do pescado vêm ganhando expressão. Nos últimos seis anos o setor cresceu 30%, conforme dados da Acatruta (Associação Catarinense de Truticultores), que reúne 18 associados.

Concebido como um tour gastronômico nos principais estabelecimentos de culinária da cidade, envolvendo pousadas, vinícolas e agências de turismo, o festival tem ainda o mérito de divulgar a Serra Catarinense como potencial turístico em todas as estações. “Ao aliar o saboroso pescado como um produto de origem e identidade geográfica, com os famosos vinhos de altitude, o queijo serrano e as frutas finas orgânicas, conseguimos mais uma oportunidade bem sucedida para movimentar a enogastronomia, gerando e produzindo renda para a região”, comemorou Bianca.

A Serra Catarinense está localizada a cerca de 180 quilômetros da capital Florianópolis e é conhecida e admirada pelo conjunto de condições naturais, geográficas, climáticas e culturais que expressa um terroir próprio, manifestado principalmente na culinária regional. Aliado a ingredientes típicos, o cenário gastronômico serrano vem se renovando e assimilando novos produtos, como ficou bem demonstrado com o Festival Nacional da Truta deste ano, que contou com apoio do SENAC, SEBRAE e das prefeituras de Urubici e Bom Retiro. A próxima edição foi anunciada para o período de 30 de agosto a 29 de setembro do próximo ano.