Um resumo da lição para empreendedores que Guga e Bernardinho deram numa Live

15 de Maio de 2020

Bate-papo virtual mostrou como o aprendizado no esporte pode ser adaptado para o ambiente corporativo

Dois dos principais campeões brasileiros das quadras se encontraram virtualmente na noite de ontem (14) para uma conversa que envolveu esporte, empreendedorismo e o momento atual. Bernardinho, bicampeão olímpico de voleibol como atleta e um dos maiores campeões da história do esporte como treinador, participou de um bate-papo com Gustavo Kuerten numa live que relembrou os principais momentos da carreira que rendeu a Guga o título de tricampeão no saibro de Roland Garros.

Durante o encontro Guga ressaltou a importância da crença. “Se o cara quer de verdade, ele chega lá. Primeiro vem a convicção, depois ele estabelece os seus processos e a forma como ele vai dialogar com as adversidades”, destacou.  Relatando os bastidores da trajetória que reúne 20 títulos em simples, além de em duplas, o líder do ranking da ATP no ano 2000, trouxe detalhes sobre como vivenciou grandes momentos.

“A situação com o Kafelnikov foi a mais desafiadora que eu tive como profissional. A memória está fresquíssima! Quando eu entrei na quadra, eu não tinha aquele tênis todo, ele aconteceu. Durante o jogo eu pensava, se tu me deres uma chance, eu vou ganhar, eu tinha certeza disso, mesmo com um gigante do outro lado, favoritíssimo. Com a vitória nas quartas de final eu já saio da quadra com o espírito de campeão”, explica.    

Guga também fez questão de lembrar o duelo memorável com o americano Michael Russell, nas oitavas do Aberto da França, em 2001. Considerada pela ATP como uma das maiores viradas no tênis, Guga disse que esse foi o dia mais feliz como tenista. “Foi para expressar esse sentimento que tive a ideia de desenhar o coração no saibro pela primeira vez”, contou.

Usando o tênis como metáfora, Guga aproveitou para incentivar os empreendedores. “A gente não nasce pronto, tem muito comprometimento no processo, e esforço no limite. A gente tem 54 Escolas Guga no Brasil inteiro e eu digo para os gestores que se nós conseguirmos, e nós vamos conseguir, passar por todo esse problema, teremos a vitória”. Ele também explicou que é preciso se esforçar para estar o melhor possível nesse momento, “até porque tem gente que não escolha”.

Guga finalizou a live mandando duas mensagens. Aos que já estão sentindo os efeitos da pandemia para que busquem apoio nas pessoas próximas. “Força, vocês vão superar, é possível. É doido, sim!”. Otimista quanto ao futuro ele sugere que as pessoas precisam desenvolver a fé, a força e o foco. “Essas são as palavras-chave que nos levarão a muitas conquistas”. Depois de duas horas de conversa, Bernardinho resumiu: “não foi uma live, foi uma lição de vida”.