Startups catarinenses recebem dicas de internacionalização no Vale do Silício

11 de Fevereiro de 2019

Missão promovida pelo programa Startup SC incluiu mentoria e palestras em San Francisco, Califórnia

Durante a programação, os empreendedores de startups catarinenses tiveram a oportunidade de receber dicas da Apex Brasil sobre internacionalização de empresas, além de participar de um evento que reuniu algumas das grandes companhias de tecnologia sediadas no Vale do Silício.

Os empreendedores da missão foram recebidos por Fernanda Baker, representante da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), que conheceu um pouco mais sobre cada uma das startups e deu instruções sobre expansão do negócio para outros países e inserção no Vale. A agência, que conta com escritórios em diversos lugares do mundo, tem como missão dar visibilidade para empresas brasileiras e atrair investimentos estrangeiros para o país.

“Empresas que desejam internacionalizar precisam saber principalmente o que não fazer. Como agência, apontamos várias saídas viáveis, para que a própria empresa decida qual o melhor caminho”, afirma Fernanda. Segundo ela, as startups de Santa Catarina costumam se destacar no cenário de tecnologia brasileiro. “Empreendedores catarinenses elevam o nível das empresas da área no Brasil, principalmente pela maturidade que apresentam, pela forma como inovam e pela conexão que têm com o ecossistema.”

Aprendendo com o sucesso do Vale
Os empreendedores participaram do StartupTalks, um evento que abriu espaço para discussões e reflexões sobre os desafios enfrentados por empresas baseadas no modelo SaaS (Software as a Service). O encontro foi organizado pelo Sebrae/SC, Apex Brasil, One VC, Zendesk e Silicon Valley Bank, e trouxe importantes aprendizados para empresas que estão começando.

A agenda do encontro tratou de temas importantes para startups em fase de desenvolvimento, como relacionamento com clientes, métodos de captação de investimentos, desafios de atração e contratação de equipes, e dicas para negócios baseados em nuvem. Entre os ensinamentos, atores do meio de investimentos no Vale do Silício como Zack Finkelstein, da 5 Global, e Pedro Sorrentino, da One VC, destacaram a importância de se vender uma boa história, fazer conexões relevantes e se abrir para opiniões. Martin Spier, da Netflix, enfatizou também a relevância de se contratar profissionais que se encaixem na cultura da sua empresa e da presença em grandes mercados de tecnologia como o Vale do Silício, principalmente para empresas que querem se tornar globais.

Segundo Marcelo Andrade, da startup Reviewr, ouvir relatos como os apresentados durante o StartupTalks em San Francisco motiva empreendedores a continuarem buscando o sucesso de suas empresas, a partir dos aprendizados tirados de quem já tem um caminho consolidado. “Esse contato com os desafios que grandes empresas vivenciam nos mostra que eles não são tão diferentes dos nossos. Isso valida a perspectiva que temos de um dia alcançar o mesmo sucesso que as gigantes alcançaram, mesmo sabendo que o percurso não é baseado em uma linha reta”, relata.

Missão ao Vale do Silício
As oito startups selecionadas pelo programa Startup SC acompanharam o Saastr Annual 2019, maior evento de SaaS do mundo. Além disso, farão um roteiro por aceleradoras, instituições e empresas de referência na região. O Programa de Capacitação, oferecido pelo Sebrae/SC, impactou quase 6 mil pessoas em 2018.
 
Em 2019 o programa de mentorias e workshops para startups irá selecionar 50 startups em todo o Estado de Santa Catarina: 10 em Blumenau, 10 em Joinville, 10 em Chapecó e 20 em Florianópolis. O objetivo é fortalecer o ecossistema catarinense através do fomento ao empreendedorismo. As inscrições para o processo seletivo deste ano iniciam no dia 11 de fevereiro e encerram em 10 de março, pelo site www.startupsc.com.br.