Social Good Brasil | para quem quer empreender com impacto social

23 de Março de 2017

Pré-aceleradora já apoiou 349 empreendedores de todo o Brasil

De cada três jovens, dois desejam se tornar empreendedores. Isso é o que diz uma pesquisa realizada com 6 mil jovens ao redor do mundo, feita pela Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro).

A pesquisa mostrou que abrir o próprio negócio é uma opção cada vez mais presente na vida de quem não se identifica com as propostas oferecidas no mercado de trabalho ou para quem quer dar um novo rumo para a carreira.

Novos desafios
O dinheiro já não é mais uma prioridade, o que importa é impactar positivamente a sociedade. O desafio do jovem empreendedor é conseguir conciliar retorno financeiro com propósito. O SGB Lab, laboratório pioneiro no apoio a ideias de impacto, impulsionou 349 empreendedores de todo Brasil a validarem seus modelos de negócio e está com as inscrições abertas para edição de 2017.

O prazo para participar da iniciativa é até o dia dia 26 de março, pelo site www.sgb.org.br/lab 

Um exemplo de quem encontrou no Empreendedorismo Social uma opção de viver num mundo mais preocupado com o meio ambiente,  colaborativo e com oportunidades para todos, é o do  mineiro Roberto Novaes, que busca combater o vírus da Dengue, Zika e Chikungunya. Quando se inscreveu para o SGB Lab, já havia criado a tecnologia e validado alguns processos. No entanto, ainda não sabia como gerar impacto social. Durante o ano de 2016 ele testou o projeto em diferentes comunidades buscando apoio tanto da população quanto do governo e conseguiu impactar mais de 100 mil pessoas. 

O SGB Lab  funciona como uma pré-aceleração de ideias de diferentes estágios para pessoas que querem empreender iniciativas que contribuam para resolver problemas da sociedade. A edição 2017 terá encontros online e presenciais, 96 horas de imersão na Grande Florianópolis, uma das regiões consideradas polo tecnológico do Brasil e uma das melhores para se fazer negócio. Diferente de outros modelos de aceleração, o Lab tem custos de  hospedagem e alimentação incluídas nas atividades presenciais. Os encontros trazem metodologias inovadoras como Design Thinking, Startup Enxuta e Modelo de Negócio Canvas, alinhados a muitas propostas “mão na massa”. Para os 50 selecionados, há uma taxa de participação de R$ 900,00  para Empreendedores e ONGs  de R$ 1.800,00 para Empresas acima de 30 funcionários e órgãos públicos. A taxa custeada pelos participantes será revertida para fundos de investimento semente, que serão entregues ao final para três ideias de destaque. No entanto, há a possibilidade de parcelamento deste valor ou de bolsas de inscrição e auxílio viagem, que deverão ser solicitadas durante o processo seletivo mas serão analisadas após todas as etapas para os selecionados para o laboratório.

Para Carolina de Andrade, diretora-executiva do Social Good Brasil e mentora do laboratório, é uma oportunidade para quem deseja ter um novo olhar sobre si e as formas de empreender. "Construímos e validamos a metodologia do Lab ao longo de 6 turmas. Participar do Lab é uma forma de ter acesso à uma rede que acredita no seu potencial e pode ajudar a alavancar a sua ideia", conta. Ela, que também é mãe, ressalta a importância do ambiente como um local acolhedor para as empreendedoras com filhos pequenos, que podem trazê-los para os encontros e tê-los por perto enquanto buscam empreender em algo novo que faça sentido com o seu momento de vida.

Inscrições SGB Lab até 26 de março de 2017
Datas dos encontros presenciais:
#sejoga - 1º, 2, 3 e 4 de junho
#vaicomtudo-  3, 4, 5 e 6 de agosto
#mostrapromundo - 7, 8 e 9 e 10 de outubro 

Local: Cidade Pedra Branca, Grande Florianópolis/SC
Inscrição gratuita. Selecionados para o Lab pagam uma taxa que será revertida 100% para os próprios participantes*. 

> Empreendedores e ONGs - R$ 900,00  
> Empresas (acima de 30 funcionários) e órgãos públicos - R$ 1.800,00 

Mais informações e inscrições: sgb.org.br/lab

Notícias Relacionadas