Presidente da Whirlpool Latin America afirma que “não há bala de prata” na reestruturação da economia brasileira em evento do LIDE SC

10 de Julho de 2018

No evento, João Carlos Brega defendeu quatro pilares fundamentais para o aumento da geração de valor no País

Foto: José Somensi

O presidente da Whirlpool Latin America, João Carlos Brega, conversou na última segunda-feira (9) com empresários filiados e convidados do LIDE Santa Catarina. O encontro ocorreu na Fiesc, em Florianópolis, e abordou a defesa de quatro pilares fundamentais para o aumento da geração de valor no País.

Para Braga, é necessária uma mudança urgente de postura da sociedade, para que se torne menos omissa e mais participativa, principalmente nos espaços de política. Isso fará com que exista um controle maior dos rumos do Brasil. “Com o nosso tamanho, a nossa riqueza, precisamos almejar estar entre as seis maiores economias do mundo”, destaca o executivo.

Brega defende ainda que não existe uma solução milagrosa para corrigir as dificuldades enfrentadas no País e que o crescimento da geração de valor, resultado da subtração entre o Produto Interno Bruto e o Custo Brasil, faz parte de uma série de reformulações. A primeira delas seria a reforma estrutural, abrangendo as reformas previdenciária, política, fiscal e trabalhista; também a estimulação de um novo ambiente de negócios; um redimensionamento do tamanho do Estado e, por fim, uma política de investimentos remodelada. “É preciso trabalhar com o Congresso. Se a gente não eleger senadores e deputados comprometidos com o que a gente acredita, se não tivermos uma reforma política, nós não sairemos do lugar”, ponderou.

Este foi o primeiro evento do LIDE Santa Catarina neste segundo semestre. Para o presidente do grupo, Wilfredo Gomes, o debate é uma oportunidade para refletir sobre o futuro da economia nacional. “Precisamos fazer uma reflexão do que a gente pode aprender com essa promessa de tantos desafios que estão por vir, não apenas como empresários, mas realmente como cidadãos brasileiros”, destacou.