ENGIE compra líder de iluminação pública das principais cidades de Santa Catarina para ampliar leque de soluções do grupo

29 de Outubro de 2018

A aquisição da Engie está alinhada com os pilares estratégicos do grupo no mundo os 3Ds: descarbonização, descentralização e digitalização

A ENGIE adquiriu na última quinta-feira (25) a Sadenco, companhia especializada em operação de redes de iluminação, líder em seu segmento na região Sul e  uma das principais desse mercado no país. Com sede em Florianópolis, a Sadenco atua em outros estados e possui negócios em cidades catarinenses como Blumenau, Joinville, São José, Palhoça e Itajaí.  

A nova companhia, segundo o CEO da ENGIE Brasil, Maurício Bähr, amplia o leque de soluções do grupo para Cidades do Amanhã e vai ser a plataforma para alavancar negócios por meio de Parceria Público-Privada de iluminação pública. “A rede de iluminação é um sistema neural de uma cidade, pois nela é possível ‘embarcar’ outras soluções, como câmeras de segurança e serviços de internet, entre outras”, complementou o executivo.

Com forte atuação na operação e manutenção de sistemas de iluminação pública, a Sadenco está presente também em Santos (SP) e Porto Alegre. Na capital dos gaúchos, é responsável pela iluminação da ponte do Guaíba, um dos símbolos da cidade. Em Itajaí (SC) é a responsável pela iluminação da igreja Matriz. São hoje 140 colaboradores e a intenção é contratar mais pessoas com a expansão dos negócios.  

Segundo o executivo da ENGIE Brasil, a aquisição está alinhada com os pilares estratégicos do grupo no mundo os 3Ds: descarbonização, descentralização e digitalização. "No caso da descabornização, a iluminação pública inteligente gera redução do consumo de energia, já em digitalização prevemos a possibilidade de criar uma plataforma para outras soluções inteligentes para cidades", explicou Bähr. "A oferta de soluções da ENGIE diretamente para prefeituras está em linha, por sua vez, com a descentralização, apoiando os poderes locais no processo de transição energética", afirmou Bähr.

Iluminação é um negócio novo para a ENGIE no Brasil, mas a empresa é uma das líderes internacionais nesse mercado, operando 1,5 milhão de pontos de iluminação pública no mundo.