Como aprender a controlar as finanças de uma microempresa?

08 de Janeiro de 2019

A maioria dos MEIs e microempresários não têm controle sobre as finanças do seu negócio.

Empreendedorismo é a palavra da década e pode ser sinônimo de muitas coisas: coragem, ousadia ou até irresponsabilidade, dependendo do caso.

No Brasil, a grande maioria dos empreendedores inicia um negócio por necessidade e não por oportunidade, o que faz com que os passos sejam tomados de acordo com os impulsos e não com a análise de dados técnicos.

Muita gente, mas não a maioria, acaba buscando conhecimento em cursos e até em uma graduação depois de alguns anos empreendendo, mas até aí, o negócio muitas vezes é tocado de forma empírica e sem muito controle sobre o que entra e o que sai do caixa.

O dia a dia costuma ser bem corrido e é difícil arrumar tempo para anotar e contabilizar tudo.

Conversamos com Stefani Dias, fundadora da Joias Boz, um e-commerce de semi joias e ouvimos um pouco sobre como foi, na prática, aprender a lidar com as finanças da sua loja:

"Quando montei meu e-commerce não sabia absolutamente nada sobre contabilidade e demorou bastante para conseguir analisar as finanças para saber o que era lucro e o que era faturamento. Tenho certeza que passei muitos meses com o faturamento alto e o lucro zerado por não ter tempo e não saber exatamente como contabilizar despesas fixas e variáveis. Hoje fica evidente pra mim que não se pode dar desculpas para a falta de tempo: TUDO precisa ser registrado, esse com certeza é o fator fundamental para que se possa obter o controle".

De fato, é isso!

Quem tem uma microempresa ou é autônomo, vendedor ou qualquer coisa do gênero, tem que aprender a dar o primeiro passo: TOMAR NOTA DE TUDO.

Claro que o ideal é ter todas as notas e tudo registrado em planilhas ou em um software de gestão, mas mesmo quem não tem acesso a essas ferramentas ou não sabe como utilizá-las, precisa ter o registro de todas as movimentações financeiras da sua empresa.

Essa informação pode parecer óbvia para quem trabalha como administrador, contador ou possui empresa há muitos anos, mas você se surpreenderia se soubesse quantas pessoas experientes não sabem dizer o quanto suas empresas gastam mensalmente, ou ainda, onde estão os 3 maiores gargalos de desperdício financeiro.

Ainda que seja com um bloco de notas, se você anotar tudo que gasta e tudo que recebe e no final do mês fizer uma "conta de padaria" e uma análise superficial dos resultados, você já conseguirá notar uma melhoria no seu empreendimento, seja ele qual for.

Faça o teste e comprove. Esse pode ser o começo de uma nova era no seu negócio.