Campanha publicitária em Florianópolis questiona o papel do Estado na vida do Cidadão

14 de Junho de 2020

O esforço do empreendedorismo deve ser recompensado. Não à imposição de burocracias e entraves ao empreendedor

 

A Capital catarinense é uma das cidades brasileiras que aderiu à campanha publicitária colaborativa que um grupo de empresários está levando para as ruas do pais, visando alertar o cidadão para o descompasso que há entre as iniciativas do empresariado e as atitudes do poder público. Essa ação tem o amparo do Instituto Liberdade, ONG oriunda do Instituto Liberal do Rio Grande do Sul, que tem por missão a promoção da cultura da liberdade no Sul do País.

Outdoors pela cidade
A iniciativa da campanha publicitária é do Grupo Amcapistão Brasil, que prega a liberdade e prosperidade, baseadas no conceito de que o cidadão deve controlar a própria vida e não o Estado. O Grupo se organizou volutariamente para levar para as ruas mensagens que alertam o cidadão sobre essa questão.

 

Iniciativa
Esse movimento teve início num Grupo de WhatsApp, chamado de Ancapistão Brasil, que tem um canal também no Instagram @ancapistaobrasil. Seus membros são advogados, professores, comunicadores, profissionais liberais e celetistas que compactuam das ideias liberais e libertárias. A iniciativa foi inspirada em um grupo de Vitória, responsável por exibir a campanha em 50 outdoors.

Segundo Roberto Rachewsky, presidente do Instituto Liberdade, "a campanha apoia todos os indivíduos que criam e produzem valor na sociedade nesse momento dramático em que vivemos, estejam eles desempregados ou impedidos de trabalhar pelo governo".
 

 

Cobertura
O movimento está acontecendo nessa semana nas cidades Porto Alegre (12 outdoors),  Vitória (50 outdoors), Blumenau e Florianópolis. Em cada cidade um grupo de defensores da causa assume a coordenação dessa ação que está programada para continuar sem data para terminar.

 

A mensagem
A campanha usa frases de ícones do Objetivismo como Ayn Rand, o maior nome desse movimento, e pensadores Liberais como Frederic Bastiat e a Dama de Ferro Margaret Tatcher. Veja nas imagens a seguir as peças em exibição.

Notícias Relacionadas