YouTube anuncia que monetização de vídeos sofrerá mudanças

18 de Janeiro de 2018

A partir de 20 de fevereiro os canais menores da rede serão os principais a sentirem a mudança

Dia 16 de janeiro, terça-feira, o YouTube anunciou que suas regras de monetização sofrerão mudanças a partir do dia 20 de fevereiro. Essas mudanças ocorrerão em virtude da crescente quantidade de canais considerados como "spam", "caçadores de clique" ou que produzem algum tipo de conteúdo "inapropriado". 

De acordo com a empresa, segundo publicação feita a respeito pela B9, agora, para acessar o programa de parcerias do YouTube, o qual possibilita a monetização, todos os canais precisarão ter mais de mil inscritos e 4 mil horas de conteúdo assistidos nos últimos 12 meses.

Dessa forma, o criador de conteúdo precisará produzir em média 11 horas de vídeos assistidos por dia, diminuindo a monetização dos canais menores.

Com as mudanças nas regras o público passará a ver mudanças também nos vídeos apresentados. A tendência é que canais menores e menos estruturados surgirão cada vez menos, e canais e grandes empresas dominarão mais a rede.

As regras foram mudadas após diversas reclamações de empresas de diferentes segmentos ao verem suas marcas e produtos anunciadas em vídeos que consideram ter conteúdos inapropriados.