Arquiteto Gabriel Bordin é finalista no Concurso Técnico do Núcleo Catarinense de Decoração

20 de Novembro de 2019

O arquiteto concorre com duas criações nas categorias Quarto/Suíte/BWC e Projeto Comercial/Interior

O arquiteto Gabriel Bordin é um dos finalistas na 4ª edição do Concurso Técnico do Núcleo Catarinense de Decoração. Entre os mais de 400 trabalhos inscritos, Gabriel participa com duas criações nas categorias Quarto/Suíte/BWC e Projeto Comercial/Interior, esta última incluída neste ano.

A cerimônia de premiação ocorrerá na próxima sexta-feira (22), na festa de confraternização das seis regionais do NCD, que ocorrerá na Mansão Casa Mar, em Florianópolis. Os prêmios são troféus e seis Experiências NCD – uma para Barcelona e cinco para Buenos Aires.

Na categoria Quarto/Suíte/BWC, o arquiteto apresenta o espaço desenvolvido para um jovem solteiro onde o minimalismo e as soluções arquitetônicas se sobressaem. Tons entre o branco e o cinza dominam a paleta de todo o apartamento, enquanto o painel ripado em ritmo quadriculado que começa no corredor e se estende ao quarto fortalece a ideia das soluções práticas do projeto.

Bordin explica: “É uma suíte de tamanho reduzido e a ideia foi tirar o máximo de proveito. Esse armário vem do corredor, ocupa toda a parede, abraçando a parte superior do banheiro, para esconder a porta. Ainda foi criado um trilho com porta de espelho, unindo as funcionalidades. Este mesmo trilho faz a curva sobre a cama, mais baixa, se tornando uma galeria de arte para as coleções do morador, que pode ser trocada de tempos em tempos”.

Já o restaurante Pargus, em Santo Antônio de Lisboa, participa na categoria Projeto Comercial/Interior. Utilizando nos estofados do local grande parte do ripado de sua Casa Ônix, projeto da CASACOR Santa Catarina 2018, Gabriel criou uma atmosfera praiana inspirada na rusticidade arenosa da Grécia, especialidade gastronômica da casa. Texturas naturais e soluções criativas, como as luminárias de cestos de palha e as mesas em mármore escovado, são o toque do projeto.

“Não queríamos cair nas simbologias clássicas dos restaurantes gregos, por isso apostamos em uma paleta mais arenosa, reforçando o estilo pé na areia do empreendimento”, conclui Gabriel.

quarto mostrando uma cama de casal, mesa de cabeceira, quadros e armário