Série 'Pequenos Grandes Talentos' da NSC TV está disponível no Globoplay

08 de Abril de 2020

Série documental mostra a história de 11 catarinenses

A Globoplay traz de volta a série Pequenos Grandes Talentos, exibida pela NSC TV no ano passado que mostra a trajetória de onze nomes catarinenses que romperam barreiras e tiveram destaque nacional e internacional.

Realizado em parceria com a Televisão e Cinema (TVi) e NSC TV, o conteúdo, dividido em 11 episódios de 28 minutos, mescla a linguagem documental, dramatúrgica e animada, destacando a importância e a contribuição dessas personalidades em suas respectivas áreas de atuação.

 

Veja os personagens retratados:

Anita Garibaldi - Nascida em 1821, em Laguna. Ela é conhecida como a “heroína dos dois mundos”, por ter participado de diversas batalhas, tanto no Brasil como na Itália. Entre 1835 e 1845, lutou na Revolução Farroupilha (RS/SC).

Pablo Rossi - Natural de São José, se apresentou pela primeira vez como pianista aos seis anos. Fez aulas em Curitiba (PR), na Rússia e gravou o primeiro CD aos 11 anos.

D. Paulo Evaristo Arns – Nasceu em 1921 na cidade de Forquilhinha. Entrou para a escola aos seis anos, aos 12 foi para o seminário e aos 18 recebeu o hábito franciscano.

Cruz e Sousa - Poeta de Florianópolis, nascido em 1861. Filho dos escravos libertos foi criado por um casal e recebeu o nome do santo São João da Cruz.

Rogério Sganzerla - Cineasta de Joaçaba. Aos sete anos de idade, lançou um livro de contos, entregando a uma tipografia a missão de reunir textos que anotava em pedaços de papel.

Everaldo “Pato” Teixeira - Criado em Penha pelo pai e pelos avôs, surfa desde os 15 anos. Na infância, vendia picolé e cachorro-quente na praia. Hoje é um dos principais surfistas de ondas grandes do mundo.

Antonieta De Barros - Foi jornalista, professora e política. Nasceu em Florianópolis, filha da ex-escrava e lavadeira Catarina de Barros e de pai desconhecido. Fundou sua própria escola e deu aulas para a comunidade carente.

Willy Zumblick - Pintor que nasceu e morreu em Tubarão sem nunca ter atravessado as fronteiras do Brasil. Ainda assim, foi considerado um dos 100 rotarianos mais importantes da história mundial.

Zilda Arns - A pediatra foi a 12ª da família Arns. Natural de Forquilhinha, ficou reconhecida pela doçura no trato com as pessoas e na vocação humanitária. Tinha um traço “germânico” que lhe dava objetividade e assertividade.

Lindolf Bell - Natural de Timbó, o poeta era de família festiva e pouco abastada. Ao se formar no segundo grau, foi premiado com uma medalha como o melhor aluno em língua portuguesa.

Santa Paulina - Amabile Lucia Visintainer nasceu na Itália, mas se estabeleceu no Brasil em 1875. Com demais colonos, foi moradora de Nova Trento. Em outubro de 1991 foi beatificada pelo Papa João Paulo II, em Florianópolis.

Notícias Relacionadas