Procon/SC pede suspensão de reajuste na tarifa dos planos de saúde no estado

14 de Janeiro de 2021

Ofício foi encaminhado ao Ministério Público nesta semana

Foto de Andrea Piacquadio no Pexels

 

Depois do aumento dos planos de saúde em 2020 terem sido suspensos devido à pandemia de coronavírus, 2021 começou com reajustes. E além da revisão anual de até 8,14% - determinado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) - os beneficiários poderão ter que arcar com o acréscimo por idade e os custos retroativos serão somados ao aumento de 2021.

Entretanto, a crise sanitária continua e embora alguns setores tenham iniciado a retomada econômica, existem muitos brasileiros com dificuldades financeiras. Nesse sentido, o Procon/SC enviou ao Ministério Público nesta semana um ofício que solicita que esses reajustes sejam suspensos ou, pelo menos, minimizados.

“Nós ainda estamos vivendo a pandemia. Tem muita gente que foi prejudicada e ainda não se recuperou. Um reajuste desta proporção em um setor tão essencial neste momento vai tornar a situação do consumidor ainda mais complicada”, ressalta o diretor do órgão, Tiago Silva.

O Procon/SC alerta também para o risco de cancelamento do serviço em caso de falta de pagamento após 60 dias, corridos ou não, nos últimos 12 meses. A seguradora deve avisar ao beneficiário sobre a possibilidade de cancelamento até o 50º dia de inadimplência.

Notícias Relacionadas