Novas Diretorias da ACI | Mariana Baima, Diretoria do Núcleo de Agências de Comunicação

26 de Novembro de 2020

A qualificação dos profissionais para o mercado das agências certamente será um tema importante desta gestão

 

No último dia 18 de novembro, foi realizada na sede da ACI-Associação Catarinense de Imprensa, em Florianópolis, a eleição da nova diretoria para o triênio 2020-2023. Na ocasião foi comunicada a composição da Diretoria Executiva pelos jornalistas Marcos Bedin, Lucia Helena Vieira, Denise Christians, Rafael Martini, Fabrício Rodrigues e Paulo Roberto Festinha. A presidência está a cargo da jornalista Deborah Almada.

Este portal vem publicando uma série com conteúdos produzidos juntamente com os responsáveis pelas novas diretorias criadas nesta gestão e que têm conexão com a Comunidade AcontecendoAqui. Hoje, nossa  conversa é com a jornalista Mariana Baima, responsável pela Diretoria do Núcleo de Agências de Comunicação 

Qual a importância da ACI, Casa do Jornalista para o ecossistema da Comunicação Catarinense?

A ACI é a principal entidade que reúne os profissionais de jornalismo e abre espaço para debatermos questões fundamentais da profissão e do mercado de trabalho, de forma democrática e com profundidade. 

Quais são as missões da sua diretoria?

O mercado das agências de comunicação em Santa Catarina vem crescendo em um ritmo acelerado, mas ainda temos poucos dados sobre as agências. Não sabemos ao certo quantas existem, quantos empregos geram, quais as principais dificuldades que encontram. 

Como você pretende resolver isso?
 
Um dos primeiros desafios será mapear este mercado a partir daí levantar os principais gargalos. Um deles já sabemos que é a qualificação de mão de obra voltada para a comunicação corporativa. 

O que tens em mente implementar nessa gestão?

Gosto de trabalhar com base em números e fatos. Acho que esse raio X do segmento poderá nos trazer muitas respostas para implementarmos outras ações. A qualificação dos profissionais para o mercado das agências certamente será um tema importante desta gestão. Existem profissionais que saíram das redações, que estão disponíveis para trabalhar mas precisam desta preparação e temos que criar mecanismos para isso acontecer.

Mariana Baima é jornalista e fundadora da Primeira Via Comunicação.
 

Notícias Relacionadas