Novas Diretorias da ACI | Júlia Pitthan, Diretoria de Projetos Especiais

30 de Novembro de 2020

ACI tem protagonizado uma aproximação com os setores de tecnologia e economia criativa

 

No dia 18 de novembro, foi realizada na sede da ACI-Associação Catarinense de Imprensa, em Florianópolis, a eleição que elegeu Deborah Almada como presidente da Associação para o triênio 2020-2023. Na ocasião foi comunicada a composição da Diretoria Executiva pelos jornalistas Marcos Bedin, Lucia Helena Vieira, Denise Christians, Rafael Martini, Fabrício Rodrigues e Paulo Roberto Festinha.

Este portal está publicando uma série de conteúdos produzidos juntamente com os responsáveis pelas novas diretorias criadas nesta gestão e que têm conexão com a Comunidade AcontecendoAqui. Hoje, você poderá ler a conversa que tivemos com Júlia Pitthan, responsável pela Diretoria de Projetos Especiais.

Qual a importância da ACI, Casa do Jornalista para o ecossitema da Comunicação Catarinense

A ACI é uma das instituições mais tradicionais e representativas da imprensa catarinense. Desempenha um importante papel na defesa do jornalismo e da democracia e uma interlocução permanente com as principais instituições de Santa Catarina. Além disso, é respeitada por profissionais que atuam em redações, órgãos públicos e assessorias de imprensa no Estado.

Quais movimentos da entidade em tempos recentes você destaca?

Desde a gestão passada, quando passei a contribuir mais diretamente com a diretoria da entidade, a ACI tem protagonizado também uma aproximação com os setores de tecnologia e economia criativa. Esse movimento, liderado pela Deborah Almada, mas que tem a contribuição de outros colegas que estão na diretoria da ACI, é fundamental para a renovação da entidade. Ajuda a ampliar as possibilidades de atuação do jornalista e garante a conexão de nossa profissão com as principais tendências de mercado.  

Quais são as missões da sua diretoria?

Nosso objetivo à frente da Diretoria de Projetos Especiais é desenvolver uma agenda que permita gerar novas receitas para a ACI, além de movimentar a associação. Fomentar encontros e eventos que entreguem conteúdo relevante, atraiam novos associados e estimulem a participação dos jornalistas na programação da entidade. 

Nesse sentido, o que tens em mente implementar nessa gestão?

A ACI já vem trilhando um caminho interessante de renovação e conexão com uma nova realidade de mercado, mais alinhada com o setor de tecnologia e economia criativa. Então, penso que o trabalho vai justamente nessa direção. O objetivo é fomentar a criação de uma agenda positiva, que estimule a atualização dos profissionais e mantenha as portas da entidade abertas para os jornalistas. Uma gestão que seja o reflexo das demandas desse tempo desafiador e hiperconectado, sem perder de vista o zelo pelos valores da nossa profissão, fundamentais em uma democracia.

Júlia Pitthan
Convidada para a Diretoria de Projetos Especiais da ACI - Casa do Jornalista, triênio 2020 - 2023. Integrou a diretoria da entidade na gestão passada, na função de Relações Institucionais. Atua como assessora de imprensa e consultora em comunicação em Florianópolis. Já ocupou os cargos de Coordenadora de Imprensa da Secretaria Executiva de Comunicação do Governo do Estado, editora de Economia do Diário Catarinense, correspondente do jornal Valor Econômico em SC, entre outras posições em veículos nacionais e regionais.

Notícias Relacionadas