Na indústria, Santa Catarina se destaca na produção de vestuário e acessórios

22 de Julho de 2021

Estado catarinense passa São Paulo e se torna símbolo da descentralização da indústria do Sudeste

Foto: CNI/Divulgação

Historicamente, a produção industrial brasileira se concentrava em estados do Sudeste como São Paulo e Rio de Janeiro, mas uma movimentação vem sendo percebida pelos setores da área e beneficiando populações de outras Regiões. É o que mostra uma pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) que avaliou a década entre os biênios 2007/2008 e 2017/2018.

Nessa mudança está Santa Catarina, que assumiu o posto de maior estado produtor do Brasil no setor de vestuário e acessórios, com produção estimada em R$ 6,6 bilhões no biênio 2017/2018 - 26,8% da produção nacional do segmento, passando São Paulo e sendo símbolo de uma descentralização da indústria do Sudeste. Entre os anos de 2007/2008, a produção era de R$ 2,5 bilhões.
 
O Vice-presidente do Conselho Regional de Economia do Piauí (Corecon-PI), Dorgilan Rodrigues da Cruz analisa esse novo cenário. “Hoje, essas indústrias querem estar mais próximas do seu consumidor. E, principalmente, querem evitar custos. Então, a questão da descentralização do setor produtivo, do setor industrial, é exatamente para se aproximar do seu mercado consumidor, evitando assim o maior custo de frete, de transporte, perdas do processo de levar e trazer o produto, levar a matéria-prima e depois escoar o processo produtivo.”

A produção industrial nacional de todos os setores também vem ganhando destaque em estados como Pará, Rio Grande do Sul, Paraná, Pernambuco e Mato Grosso do Sul.

Confira:

 

Fonte: Brasil 61.

Notícias Relacionadas