José Faraco, um dos pioneiros do setor de tecnologia em Florianópolis, recebe homenagem

11 de Dezembro de 2019

Fundador da Dígitro e idealizador da Acate, empresário recebeu honraria do Prêmio Certi de Inovação 2019

Foto: Endrigo Righoni/Divulgação

 

Um dos fundadores da Dígitro Tecnologia, em 1977, e um dos idealizadores da Fundação Certi e da Associação Catarinense de Tecnologia (Acate), José Fernando Xavier Faraco teve sua trajetória de pioneirismo no desenvolvimento do polo tecnológico de Florianópolis reconhecida pelo Prêmio Certi de Inovação 2019. Na noite da última quinta-feira, foi um dos agraciados com a honraria na categoria Personagem Histórico. Em sua fala, fez questão de enfatizar o contexto desafiador em que o ecossistema surgiu:

"À época, Florianópolis era considerada o patinho feio da economia catarinense. Era comumente reduzida a uma ilha de lazer. E nos causava desconforto. O campo de atuação de um aluno de engenharia praticamente se resumia ao setor público. Ao longo dos anos vimos uma mudança impressionante. Uma mudança feita pelo homem. Foi o início de um ciclo virtuoso, no qual a sociedade está sendo recompensada por todos os recursos investidos nas universidades com empreendedores e cérebros brilhantes, que criam produtos e serviços que passaram a impactar positivamente na vida das pessoas e no PIB do estado."

Há 42 anos, quando ajudou a fundar a Dígitro, empresa especializada no desenvolvimento de soluções de inteligência e comunicação corporativa, Faraco era um universitário recém formado. Engenheiro de Telecomunicações, participou da estruturação dos setores de teleprocessamento do BESC, Celesc, Casan e Assembleia Legislativa, entre 1980 e 1987. Foi fundador e primeiro presidente da Acate, entidade que consolidou a base empresarial da informática e das telecomunicações do estado. Também presidiu a Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), da qual hoje é conselheiro. Atualmente, preside o Conselho de Administração da Dígitro.

Notícias Relacionadas