Jornalista que sobreviveu ao acidente do voo da Chapecoense lança livro 'Viva como se estivesse de partida' em Florianópolis

04 de Julho de 2017

Clique na imagem para conferir a foto completa.

O jornalista Rafael Henzel estará nas Livrarias Catarinense do Beiramar Shopping na próxima segunda-feira (10/07) para uma sessão de autógrafos do livro 'Viva como se estivesse de partida', no qual apresenta um relato emocionante sobre o que aprendeu após sobreviver ao acidente do voo da Chapecoense. O evento será realizado a partir das 19h30. 

Lançado pela Globo Livros, pelo selo Principium, o livro que apresenta um relato repleto de otimismo de Rafael Henzel, único jornalista sobrevivente do voo que resultou na tragédia envolvendo jogadores da Chapecoense, comissão técnica, dirigentes, jornalistas e tripulação do avião da LaMia no fim de 2016. Em 'Viva como se estivesse de partida', o narrador esportivo recorda os momentos que antecederam o acidente e compartilha a jornada de gratidão pela dádiva da vida que traçou a partir do momento do resgate.
 
No dia 23 de novembro, Rafael Henzel acompanhava da cabine da Arena Condá a disputa entre o San Lorenzo e a Chapecoense por uma vaga na final da Copa Sul‑Americana. Trinta segundos antes do jogo terminar, o goleiro Danilo evitou o gol do time argentino, colocando a Chape na final. Narrando a partida pela rádio catarinense Oeste Capital, Henzel vibrou e chorou naqueles que eram “os últimos momentos do jogo que alçaria uma equipe de futebol, e também uma cidade e uma região, a um patamar jamais imaginado”, como ele afirma no livro.
 
Cinco dias depois, o avião que transportava a delegação para Medellín, na Colômbia, onde o time disputaria a final, se chocou com uma montanha, resultando em 71 vítimas fatais e seis sobreviventes. Além de relembrar as horas logo após a queda da aeronave, quando se perguntava se aquele seria de fato o fim, o difícil resgate e sua recuperação espantosa ainda na Colômbia e depois já no Brasil, Rafael fala sobre a importância da solidariedade que recebeu de todos os cantos do mundo, o carinho dos médicos, enfermeiros e do povo colombiano, a dor pelos amigos perdidos, mas também a gratidão pela vida e pela oportunidade de valorizar as pequenas coisa do dia a dia.
 
No livro, repleto de mensagens de esperança, otimismo e solidariedade, Rafael divide com o leitor tudo que mudou em sua vida após receber essa segunda chance e afirma ter plena consciência de que sua missão após vivenciar o que muitos consideram um milagre é levar uma mensagem de amor e gratidão a todos e mostrar que não é preciso vencer a morte para começar de novo.

Clique na imagem para conferir a capa completa.