MEMÓRIA | Home Office: filhos de especialista político invadem entrevista ao vivo na BBC

12 de Março de 2020

O profissional normalmente fica num escritório em que não possa ser interrompido ou distraído

 

Matéria publicada originariamente neste portal em 10 de março de 2017.

 

Nos dias atuais, com a internet facilitando a comunicação entre pessoas que estão em locais distantes, está sendo cada vez mais comum trabalhar "home office", ou, em outras palavras, "trabalhar de casa". Falando com as pessoas da empresa somente o necessário, via internet. Já é rotineiro vermos nos jornais da TV, por exemplo, jornalistas e entrevistados, falando com o apresentador ou repórter diretamente de casa, utilizando algum aplicativo ou programa que permite a comunicação via vídeo, como o Skype. O profissional normalmente fica num escritório em que não possa ser interrompido ou distraído. Mas, e quando a família resolve aparecer bem na hora em que está naquela reunião importante ao vivo, via vídeo? O que fazer?

Esta semana, no canal BBC, de Londres, no programa BBC World News, Robert E. Kelly, especialista político, falava diretamente da Coreia do Sul a respeito do impeachment da presidente do país, Park Geun-hye, com o apresentador. Até aí, nenhuma novidade. Mas de repente entra na sala a sua filha, dançando, e depois outro filho, ainda bebê, no andador. 

Robert tenta disfarçar, se mantendo sério, não pertendo o foco de seu trabalho, ao mesmo tempo que tenta tirar, sem sucesso as crianças da sala. Nisso, entra correndo uma mulher, possivelmente a mãe delas, as agarra e carrega para fora. O apresentador nota e comenta "Eu acho que um de seus filhos apenas entrou", rindo.

Confira a situação:

 

 

Notícias Relacionadas