Half Deaf celebra 20 milhões de reproduções de seus podcasts

19 de Setembro de 2019

Resultado mostra que os conteúdos de áudio online estão em alta: somente pelo Spotify foram 10 milhões de plays. Ouvintes entre 18 e 27 anos lideram a audiência, sendo 53% mulheres

Segundo o serviço de streaming Spotify, de abril de 2017 a abril de 2018, o aumento no número de ouvintes diários de podcasts na plataforma foi de 330%, no mundo inteiro. No Brasil, a alta pode ser comprovado pela Half Dealf, produtora que nos últimos nove meses passou de 124 mil ouvintes para 286 mil com mais de 23 programas de podcasts disponíveis, já ouvidos mais de 20 milhões de vezes, sendo 10 milhões apenas pelo Spotify.

“O podcast está se tornando um hábito do brasileiro, que se identificou com o formato”, conta Lucas Patrício, CEO da GMD, agência de marketing digital criadora e responsável pela Half Deaf. “Com o conteúdo em áudio, é possível fazer outra atividade física ou manual. Muita gente ainda faz academia, por exemplo, ouvindo música, mas muitos já substituíram por outros conteúdos de entretenimento ou aprendizado”, explica Lucas, destacando que isso abre uma frente também para anunciantes, que podem incluir os podcasts em seus planos de comunicação e marketing.

Segundo ele, algumas empresas ainda se mostram resistentes à utilização de conteúdos de áudio online para fins de marketing, porém esse comportamento tende a mudar na medida em que se conhece o perfil do ouvinte e seu engajamento com o formato. “Na Half Deaf, sabemos quem são nossos ouvintes e os dados mostram um equilíbrio entre os sexos, e maior audiência entre os jovens adultos. Das mais de 20 milhões de reproduções, 53% foram feitas por mulheres e 47% por homens, sendo que 59% dos ouvintes têm idade entre 18 e 27 anos, e 28% entre 28 e 34 anos”, esclarece. Quanto à retenção média dos programas, o percentual escutado de cada episódio é de 61,75%.

Para mais informações sobre a Half Deaf e seus podcasts: clique aqui.