Fenaj critica tentativa de impeachment da presidente Dilma Rousseff

14 de Dezembro de 2015

A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) divulgou uma nota onde critica a proposta de impeachment da presidente Dilma Rousseff. "Entidade máxima de representação dos jornalistas brasileiros, a Fenaj condena veementemente setores da mídia nacional por conspirarem contra a democracia, produzindo um clima de medo e terror e, a exemplo de 1964", destaca.

Para a entidade, o argumento jurídico apresentado para o afastamento da presidente não se sustentam e também não oculta o desejo pelo poder demonstrado por parte de conservadores.

Além disso, a Fenaj afirma que jornalistas brasileiros esforçaram-se pela busca da democracia, além de sofrer represália e afastamento de seus trabalhos por defender a responsabilidade ética na profissão. Também pede que profissionais de imprensa cumpram seu dever de informar e denunciar tentativas de esconder a realidade.

"Os jornalistas brasileiros não devem se curvar a eventuais pressões de empresários autoritários ou inescrupulosos. Ao contrário, devem honrar o compromisso primeiro do Jornalismo, que é a busca da verdade", pondera.

Com informações: Portal da Imprensa