Eu vou

20 de Junho de 2013

Hoje eu vou pra rua. Vou assim mesmo, sem exclamação no título, para que seja o mais pacífico possível. Por

Hoje eu vou pra rua. Vou assim mesmo, sem exclamação no título, para que seja o mais pacífico possível. Por mim, o manifesto seria em silêncio, não gosto de barulho. Mas não dá para não ir. Vou com meu filho, observar e apoiar. Nada de violência, nada de histeria. Sou simplesmente mais um, que não concorda. Sou aquele que paga muito imposto em tudo, e paga tudo de novo para ter o que o governo deveria fornecer e não oferece. Escola para os filhos, eu pago em dobro. Pago nos impostos descontados e na educação particular. Saúde, eu pago em dobro. Em impostos para o governo e no plano de saúde privada. Olhando de fora para o Brasil, estrangeiros exclamaram estupefatos: “o brasileiro é o povo mais rico do mundo, pois paga tudo duas vezes”. E olhando aqui de dentro, eu penso: “e deve ser também o mais burro, porque paga tudo duas vezes e não tem quase nada que preste em termos de serviços e infraestrutura”. Mas se #OgiganteAcordou e #VempraRua, parece que alguma coisa está mudando. Talvez a primavera árabe tenha batido no outono brasileiro, de tal jeito, que transformou. Se uma andorinha sozinha não faz verão, uma multidão nas ruas faz pra valer. #Esquentou. Verás que um filho teu não foge à luta. Eu vou, novamente, sem exclamação. Não é contra a Dilma. Não é pelos 0,20. Sou a favor da seleção e vibro com cada gol. Eu quero a Copa. Mas quero também a taça da educação, saúde e respeito. Eu vou

Carlo Manfroi

  • imagem de cmanfroi
    Carlo Manfroi é publicitário e escritor especialista em storytelling, pós-graduado em marketing interativo, CEO da Qualé Digital, professor de pós-graduação especializado em gerenciamento de crise e branding. Email: carlo@qualedigital.com – www.qualedigital.com www.storystudio.com.br