Estátua da Liberdade da Havan tem instalação negada em Brasília

24 de Outubro de 2018

Empresa entrou com recurso para tentar garantir instalação da estátua

Foto: Divulgação

Com data de inauguração para o dia 3 de novembro em Brasília, a loja de departamentos Havan teve a instalação da sua Estátua da Liberdade, símbolo da rede, barrada pela Administração Regional do Setor de Indústria e Abastecimento (SIA). No entanto, a empresa garante que a estrutura de 35 metros de altura será instalada.

A Havan solicitou uma licença para engenho publicitário à administração, porém a autorização foi negada pois o projeto ultrapassa os 12 metros previstos no Decreto nº 29.413/2008. A norma dispõe sobre o plano diretor de publicidade no Plano Piloto e nas regiões administrativas. Segundo o órgão do GDF, a empresa apresentou recurso.

A administração enviou uma consulta ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em relação a decisão, ainda que o lote onde funcionará a loja — no Trecho 14 do SIA — não esteja incluso na poligonal de tombamento. Até o momento, a entidade ainda não se pronunciou.

Moradores do DF discordam da instalação da estátua. “Fere completamente o tombamento de Brasília, pois é um monumento com uma altura considerável”, declara Nabeel Musa Jadallah. “Vão esperar erguer para depois mandar que retirem?”, questionou Marcelo Vicente.

A empresa declara não ter informação sobre o impedimento para a instalação da réplica e destaca que o diretor de expansão, Nilton Hang, manteve o planejamento de contar com a estátua. A base do monumento já foi construída.

A rede Havan é famosa por vender grande variedade de produtos, como peças de vestuário, aparelhos eletrônicos, objetos de decoração, entre outros. A rede conta com 116 estabelecimentos físicos em 15 estados do Brasil, além da loja virtual.