Publicidade
Autorizado o repasse de recursos para a construção da pista do Autódromo Internacional de Chapecó
15 de Abril de 2024

Autorizado o repasse de recursos para a construção da pista do Autódromo Internacional de Chapecó

Este será o 1º autódromo asfaltado de Santa Catarina

Publicidade

No último dia 10/4, o governador Jorginho Mello autorizou o repasse de recursos para a construção da pista do Autódromo Internacional de Chapecó.

O empreendimento vai contar com investimentos de aproximadamente R$ 53,4 milhões, sendo R$ 20 milhões do Governo do Estado e o restante contrapartida do município.

Publicidade

“É um passo importante para uma transformação do Oeste. Um autódromo com essa qualidade, o que vai trazer de eventos, o que vai trazer de turismo e o que vai mexer com outras atividades, vai ser fantástico. Então o investimento que nós estamos fazendo aqui é um investimento que voltará e elevará o nome do Oeste de Santa Catarina no patamar de disputa com qualquer outro autódromo do Sul do Brasil”, disse o governador Jorginho Mello.

Sede de diversas competições

O Autódromo vai contar com uma pista de aproximadamente de 4 mil metros de extensão com largura variando entre 12 e 15 metros e uma área de escape de até 80 metros. Além disso a estrutura vai contar com 37 boxes instalados fora da área do traçado e torre de controle de corrida com área total de 9.705 metros quadrados. Assim o equipamento vai poder sediar competições das principais categorias automobilísticas da América do Sul.

“Passaram mais de 45 anos e nunca tentaram fazer um asfalto e hoje junto com o Jorginho Mello e o prefeito de Chapecó não é mais um sonho é realidade”, afirma o presidente da Federação Catarinense de Automobilismo, Admir Niki Chiesa.

Repercussão nacional

A chegada do Autódromo Internacional a Santa Catarina teve repercussão nacional, inclusive com a vinda do presidente da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) Giovanni Guerra ao evento.

“É bem verdade que faltava isso pro Brasil. Faltava a Santa Catarina ter um autódromo, porque a região Sul é de longe a mais forte do automobilismo nacional. É um círculo que se fecha em toda a região Sul. Pros empresários, que hoje detém o automobilismo, é comércio, é negócio. Pro esporte é uma opção de carreira. Pra cidade é a autoestima, é divulgação, é turismo, é negócio. Isso tudo em torno de uma de uma praça que se chama autódromo. Por isso que eu tenho que dar um parabéns pro governo estadual, pro governo municipal e pra comunidade”, disse o dirigente.

O complexo de mais de 700 metros quadrados será homologado pela Confederação Brasileira de Automobilismo, Federação Internacional de Motociclismo e Federação Internacional de Automobilismo.

 Foto: Roberto Zacarias / SECOM

Publicidade
Publicidade