Artistas de Florianópolis participarão de festival de grafite no Museu do Ipiranga em SP

09 de Julho de 2021

Instituto Cidades Invisíveis fará a renovação das pinturas dos 190 metros de tapumes que protegem a frente das obras do museu

Foto: Heloisa Bortz

 

O Instituto Cidades Invisíveis que promove ações de impacto e transformação social na Grande Florianópolis, Rio de Janeiro, São Paulo e Bahia, foi convidado para renovar as pinturas dos 190 metros de tapumes que cercam as obras do Novo Museu do Ipiranga, em São Paulo. Norteados pelo tema Água, sua importância para a vida e história na cidade, e o privilégio que representa o acesso à água de qualidade, 32 grafiteiros irão renovar as pinturas realizadas no ano passado, para esta segunda edição do Tapume! Festival de Graffiti.  

Três nomes de Florianópolis participarão do evento: Tuane Ferreira, Gugie Cavalcanti e Rizo, além de artistas de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Manaus.  A seleção dos artistas foi feita a quatro mãos, de um lado Gustavo Verde, grafiteiro que coordenou o evento na edição do ano passado, do outro a equipe do Cidades Invisíveis. Para a escolha dos 32 nomes, levou-se em conta a representatividade no meio da arte urbana, com a presença de mulheres, negros e negras, LGBTQIA+, indígenas, além da diversidade de estilos e técnicas.

Em respeito às normas de isolamento social vigentes, o evento acontecerá sem público, com 16 artistas em espaços intercalados em cada dia. Nas redes sociais do Museu do Ipiranga (Facebook e Instagram) e do Projeto Cidades Invisíveis (Instagram), será possível acompanhar o festival por meio de vídeos, fotos, entrevistas e timelapses.

 

Notícias Relacionadas