ARTIGO | Mídia espontânea com Assessoria de Imprensa

11 de Agosto de 2020

Conquistar mídia espontânea é um dos principais desejos de qualquer empresa, justamente por se constituir em uma forma de ampliar a sua visibilidade junto ao seu público consumidor

Por Vera Lucia Rodrigues *

Conquistar mídia espontânea é um dos principais desejos de qualquer empresa, seja ela de porte pequeno, médio ou grande, inclusive é algo que muitos microempreendedores almejam, justamente por se constituir em uma forma de ampliar a sua visibilidade junto ao seu público consumidor. Por isso, hoje vamos explicar como isso é possível através dos serviços desempenhados por um trabalho especializado de assessoria de Imprensa.

Mas antes, vamos entender o que é mídia espontânea. Essa modalidade de espaço conquistado nos meios jornalísticos é basicamente um conteúdo publicado que as marcas conseguem em veículos de comunicação, de diferentes segmentos, e para que isso ocorra é imprescindível não haver recompensa financeira, ou seja, é gratuito. Essa é uma ação buscada por assessoria de imprensa e em algumas vezes, relações públicas.

Então, nessa saga pelo espaço espontâneo, a assessoria de imprensa fica responsável por criar materiais relevantes sobre as empresas e oferecê-los para os veículos de comunicação, com um apelo jornalístico, com pautas importantes para um público-alvo específico ou para a audiência em geral, o que ocorre muito quando se tem fatos de interesse para um grupo de pessoas. Dessa forma o cliente amplia sua visibilidade com esse modelo de mídia altamente relevante, já que o jornalismo representa seriedade e transparência.

E quais são os métodos de conseguir uma mídia espontânea nos jornais, revistas e portais? São inúmeras as possibilidades para isso acontecer. Um dos métodos mais eficientes é a ação de sugestão de entrevista para jornais impressos, telejornais, revistas, rádios e também portais de notícias. Sugerir pautas, dando liberdade para o jornalista aproveitar aquele material como acreditar ser o melhor é também uma alternativa bastante positiva, pois a partir dessa ação pode surgir menções no veículo que recebeu e de diferentes formas, o que auxilia para a prática de SEO. As informações  escritas sob a forma de textos prontos  também são importantes, ainda que ocupem  um espaço menor, porém continuam sendo mídia gratuita e espontânea.

Demonstrar disposição para receber pedidos dos repórteres é uma forma eficaz de conquistar espaço e ainda ser conhecido como uma fonte confiável e relevante para os jornalistas. Serem solícitos e manter uma boa relação com meios de comunicação é indispensável, para que ocorra essa troca de informação e seja conquistado um espaço relevante.

Precisamos ressaltar que a mídia espontânea  tende a gerar um impacto  confiável no público, justamente por ouvir o que a gestão da empresa tem a dizer e quando a empresa é incluída no noticiário de um meio de comunicação ela passa a ter o aval de quem publicou a notícia, que, de certa forma, empresta a sua credibilidade à empresa.

Para compreender melhor essa relação, o site O’Dwyer’s, que tem especialização no assunto, explica que a menção espontânea, com um conteúdo jornalístico, neutro por natureza, significa muito para as marcas, pois é conquistar ganhar crédito de um terceiro, ainda mais de uma mídia sendo conhecida por sua imparcialidade. Essas explicações endossam a mídia espontânea, obviamente envolvendo uma série de ações, inclusive a capacidade de captar notícias de quem desempenha o papel de assessoria de imprensa, dentro do universo corporativo. Entendemos então ter justificado o papel da mídia espontânea como agente de ampliação da  visibilidade da marca,  e fixação de relevância junto aos seus públicos e, principalmente, qual o papel fundamental que a assessoria de imprensa exerce nesse processo.

 
* Vera Lucia Rodrigues é jornalista, mestre em comunicação social e responsável pela Vervi Assessoria, empresa que há mais de 30 anos se dedica a transformar clientes em fontes responsáveis de informação.

Notícias Relacionadas