Coluna Alisson Barcelos | A reunião do Governo de SC com trade de eventos e a criação de um grupo de trabalho para atender o setor

22 de Março de 2021

E mais: As avaliações de Eveline Orth, Leandro Mané Ferrari, Doreni Caramori Jr., governador Carlos Moisés e Mauro de Nadal, presidente da Alesc sobre a webconferência

Foto: Secom

 

Visando a sobrevivência das quase 4 mil empresas e dos empregos de mais de 5,3 mil pessoas que trabalham diretamente no setor de eventos em Santa Catarina - dados de 2019 -, o Governo Estadual convocou uma reunião com representantes do segmento para discutir as necessidades. O encontro, online, ocorreu no último dia 16 de março, e contou com a presença de  Juliano Chiodelli, subchefe da Casa Civil, Leandro Mané Ferrari, presidente da Santur, André Motta Ribeiro, secretário da Saúde, Dário Berger, senador, Eveline Orth, presidente da Abrape SC, Marco Aurélio Floriani, presidente da Federação dos Convention & Visitors Bureau de Santa Catarina e representante do Conselho Estadual de Turismo, além de representantes do setor em várias regiões do Estado.

Mesmo quem já voltou a trabalhar com os eventos online, como eu, ainda sente dificuldade para retomar a rotina pré-pandemia e ainda não consegue imaginar uma retomada segura para os eventos presenciais. A reunião certamente trouxe otimismo ao setor, que agora tem uma resposta oficial do governo. Nós também nos colocamos à disposição para ajudar nesta reconstrução.

 

 

Confira abaixo as principais discussões e as resoluções do encontro:

 

Pauta de negociações

A pauta de negociações da reunião teve três assuntos principais: questões relacionadas à demanda fiscal, ao incentivo às empresas e ao financiamento. Entre as solicitações, o Refis de impostos estaduais, porque há muitas empresas que pagam ICMS, e a isenção de certificações e comprovantes, uma vez que o setor está sem trabalho há um ano. 

Na questão do financiamento, as linhas de crédito diferenciadas oferecidas pelo BRDE e pelo Badesc aos CNAEs relativos à cadeia de eventos foram os temas tratados. Além disso, os empresários comentaram que o grande empecilho neste momento é conseguir crédito, e solicitaram a isenção de demandas de certidões e comprovantes de renda. 

O governador Carlos Moisés também assentiu que a Lei de Incentivo Estadual à Cultura que prevê a renúncia fiscal do ICMS e o direcionamento de parte deste imposto a projetos culturais e de entretenimento precisa ser rapidamente implantada. 

 

Incentivo

Durante a webconferência, foi discutida a cessão de espaços culturais, teatros e arenas sob administração do Estado para a realização de eventos sem cobrança de locação nos próximos 24 meses para empresas sediadas no Estado. Além disso, a cota especial de pagamento da Celesc em caso de shows e a isenção de taxas, como a dos bombeiros, por exemplo, também entraram no debate.

 

Badesc

Ainda em relação às linhas de crédito oferecidas ao setor, Leandro Mané Ferrari, presidente da Santur, informa que uma equipe da Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina foi ao Badesc para aprender tudo sobre o processo de juntada de documentos para facilitar na hora do empréstimo. Esta equipe trabalha com exclusividade nisso e já conseguiu reduzir o tempo de retirada do Cadastur, obrigatório para linha de crédito das empresas de turismo, de cinco dias para 24 horas.

 

Grupo de trabalho

Reconhecendo a importância do segmento e de manter o diálogo, e reforçando o compromisso do Governo do Estado em auxiliar o setor de eventos e de entretenimento, o governador Carlos Moisés sugeriu a criação de um grupo de trabalho integrado por equipes do Governo, pela Alesc, pelo trade de eventos para acompanhar o andamento das ações para que elas atendam às necessidades do setor. O grupo será capitaneado pela Casa Civil e terá representantes das secretarias da Fazendo, da Saúde e da Santur, além do trade. 

 

Protocolo para a retomada

Este grupo técnico de trabalho também vai fazer reuniões constantes e trabalhar para retomar o desenvolvimento de um novo modelo de protocolo de segurança para liberar a porcentagem de ocupação quando forem permitidas as realizações de eventos e para que estes sejam realizados com toda a segurança para produtores, realizadores e participantes. 

 

Selo de segurança para eventos

Para incentivar o mercado de eventos responsável, o grupo de trabalho também irá discutir e desenvolver um selo de segurança para os eventos, assim como o “Viaje + Seguro SC”, criado para os hotéis, que identifica os estabelecimentos com os selos Viaje+Seguro SC e Safe Travels, este último um selo internacional concedido pelo World Travel & Tourism Council (WTTC), que tem respaldo da Organização Mundial da Saúde (OMS).

 

Avaliações do encontro

“Fazia um ano que estávamos tentando uma reunião com o governador e nos últimos dias conquistamos o apoio de dois aliados: o senador Dário Berger e Mauro de Nadal, presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, que nos proporcionaram esta agenda para tratarmos do setor, o único que efetivamente fez lockdown no Brasil e que foi proibido de trabalhar. O fato de o Governo ter ido para a reunião com todos os secretários demonstra que priorizou os temas ali sugeridos. A criação do grupo de trabalho para aprofundar os debates também foi positiva. Estou entendendo que o governo de fato está dando prioridade para o setor.” 

Eveline Orth, presidente da Abrape SC.

 

“Esta reunião foi uma de muitas das quais participei desde o começo da pandemia. Vejo que muito já foi feito e que ainda vamos trabalhar para ajudar o setor a seguir e a retomar o trabalho. O meu recado aos leitores é que a Santur sempre estará de portas abertas para atender ao setor turístico e de eventos para que possamos construir uma retomada saudável e segura para todos.”

Leandro Mané Ferrari, presidente da Santur.

 

“O  desejo do setor não era estar discutindo a sobrevivência das empresas, e sim o retorno ao trabalho. As condições não permitem voltarmos neste momento. A nossa vontade de trabalhar é muito grande, estamos parados há 12 meses. O que pedimos é a sensibilidade para a sobrevivência do segmento. O desafio é manter as empresas vivas para quando pudermos voltar a trabalhar estarmos preparados.”

Doreni Caramori Jr, presidente da Abrape nacional.

 

“O nosso compromisso é o de avançar no que podemos melhorar e ser resolutivo para restabelecer o mais brevemente possível as condições de trabalho. Nosso esforço é para que todos os setores se desenvolvam, mesmo em um período de tantos desafios.”

Carlos Moisés, governador de Santa Catarina.

 

“Hoje avançamos em algumas demandas que beneficiarão o setor. Sabemos das necessidades que enfrentam e da cadeia de trabalho que está por trás de todo o segmento. Vamos, em conjunto, buscar soluções e ajudar esse setor que é responsável por mais de cinco mil empregos diretos em Santa Catarina e por mais de 4,5% do PIB do País.”

Mauro de Nadal, presidente da Alesc.

 

-------------------------------------

MP prorroga prazos para o setor de cultura e de turismo

Medida provisória editada pelo presidente Jair Bolsonaro prorroga até 31 de dezembro de 2022 os prazos relacionados ao adiamento e ao cancelamento de serviços, de reservas e de eventos dos setores de turismo e de cultura em razão da pandemia de Covid-19.

Também estão sendo prorrogados até 31 de dezembro de 2022 os prazos para o consumidor utilizar seus créditos na compra de produto ou serviço da respectiva empresa, para remarcação de eventos e reservas e para que o prestador de serviço restitua os valores pagos pelo consumidor, caso não consiga remarcar o evento ou disponibilizar os créditos ao comprador.

Artistas, palestrantes e outros profissionais contratados até 31 de dezembro de 2021 que forem impactados por adiamentos ou por cancelamentos de eventos em decorrência da pandemia estão dispensados de reembolsar imediatamente os valores ao consumidor, desde que o evento seja remarcado para até 31 de dezembro de 2022.

Quer sugerir algum tema para a nossa coluna? Entre em contato pelo e-mail: alisson@sousb.com.br.

Alisson Barcelos

  • imagem de alisson
    Alisson Barcelos Formado em Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda com mais de 25 anos de experiência no mercado de eventos. É cofundador da SB+ Eventos, empresa referência em produção de eventos em Santa Catarina e diretor de Eventos Especiais e Confrarias da ADVB/SC. No Portal Acontecendo Aqui, vai falar sobre o que mais entende e ama fazer: eventos, logicamente.

Notícias Relacionadas