Publicidade
Retrospectiva 2023: a análise do ano sob a ótica da coluna “Eventos Mundo a Fora”
23 de Dezembro de 2023

Retrospectiva 2023: a análise do ano sob a ótica da coluna “Eventos Mundo a Fora”

O mercado se fortaleceu e da inovação à geração de empregos as mais diferentes temáticas do setor foram destaques por aqui

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook
Por Alisson Barcelos 23 de Dezembro de 2023 | Atualizado 26 de Dezembro de 2023
Crédito da imagem: Instagram/The Town

Crédito da imagem: Instagram/The Town

É com muita felicidade e, até mesmo, com uma pontinha de orgulho que, em retrospectiva, publicamos através da coluna “Eventos Mundo a Fora” um total de 25 textos durante todo o ano de 2023. Muito além de apresentar alguns dos principais eventos e ações que movimentaram o mercado em Santa Catarina e em todo o Brasil, nosso propósito foi oferecer um olhar diferenciado e estratégico do setor, mostrando cases de sucesso, tendências, oportunidades e, também, apontando as eventuais necessidades de correção.

Os mais diversos temas relacionados ao hub setorial foram destaque ao longo das postagens do ano. Assuntos considerados mais burocráticos, como as mudanças da legislação que envolve o setor dividiram espaço com pautas mais empolgantes como a agenda dos eventos. A tecnologia protagonizou diversos textos ao lado de temáticas que enfatizaram a importância das relações humanas durante as ativações.

Publicidade

Pluralidade e diversidade foram conceitos que marcaram o ano em todo o segmento e isso pode ser percebido desde a realização de eventos tendo como foco os mais diversos públicos até a inclusão de temáticas como a sustentabilidade e a igualdade nos planejamentos estratégicos das ações. Nesta coluna, vamos fazer uma retrospectiva do que foi destaque por aqui ao longo do ano. Boa leitura!

 

Relacionamento humano e tecnologia se uniram na geração de experiências marcantes

Crédito da imagem: Reprodução/Twitter Alok

Muitos motivos, entre positivos e negativos, fizeram do show que o DJ Alok realizou na praia de Copacabana no dia 26 de agosto um marco na história do setor de eventos no país. Um deles, porém, se destaca bastante: os recursos tecnológicos empregados na ação. Sonorização para um público estimado em um milhão de pessoas, iluminação especial com painel de LED interativo e show coreografado de drones no céu carioca fizeram a apresentação ser considerada o “o show do século” por boa parte da imprensa.Mas, é claro, não foi somente a tecnologia empregada que motivou a presença maciça do público. O carisma de Alok também foi fundamental.

Situação semelhante aconteceu durante o The Town, evento que agitou São Paulo em setembro. Com a mesma equipe de produção responsável pelo sucesso do Rock in Rio, os shows conquistaram o público. Detalhe especial para a apresentação do cantor Bruno Mars que contou com a bandeira brasileira, uma palinha do sucesso “Evidências” e ainda gerou um vídeo extremamente divertido protagonizado pelo artista que viralizou em todo o mundo.

Em ambas as situações ficou claro que a tecnologia precisa andar em sintonia com o elemento humano para o sucesso dos eventos. Não adianta elaborar as inovações mais incríveis se o público, que é o verdadeiro protagonista dos eventos, não se emocionar. O suporte tecnológico é essencial para o sucesso das ações, mas, tão importante quanto é o elemento humano que, na frente ou atrás do palco, precisa sempre entregar o seu melhor.

 

Eventos fomentaram o turismo e combateram a sazonalidade

Crédito da imagem: Divulgação/JQuest

Os bons resultados do setor de eventos, em todo o Brasil, contribuíram para alavancar também outros nichos de mercado. Um dos principais foi a atividade turística, que se beneficiou dos shows, férias, seminários e todo o tipo de ação para potencializar os ganhos. Dados divulgados pela CNC – Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo apontaram uma expectativa de expansão do setor da ordem de 2,5% e, não há dúvidas, que parte dessa perspectiva se relaciona com o setor de eventos.

Uma pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas para o Ministério do Turismo identificou que, nos últimos anos, os turistas de eventos internacionais que aconteceram no país, injetaram aproximadamente 35 milhões de dólares na economia nacional. Além de atrair o público estrangeiro, os eventos também promoveram o resgate das pessoas com suas culturas locais e valorizaram os modos de vida tradicionais em todo o país. Isso, é claro, sem mencionar os diversos eventos como o Festuris que trouxeram ainda mais visibilidade para o setor.

Outro aspecto de extrema relevância no que tange a importância do setor de eventos para os bons resultados da economia nacional foi o combate a sazonalidade. Por ser um país tropical é natural que o verão seja a alta temporada para o setor turístico. Mas, a realização de eventos das mais diversas naturezas, como o Festival de Inverno Bahia, que contou com o show da banda JQuest, aqueceu até a temporada mais fria do ano, unindo público e marcas e destacando o potencial do mercado em todo o Brasil. Nos eventos realizados ao longo do ano, debaixo do sol ou com uma blusa quentinha, o público compareceu e prestigiou eventos em todo o país.

 

Criatividade, inovação e planejamento foram conceitos chave

Crédito da imagem: Freepik

Ainda que o aspecto artístico seja uma presença marcante em muitos eventos realizados em todo o país, o segmento trata-se de um nicho de mercado, ou seja, precisa ser encarado de maneira profissional e com uma visão corporativa para o alcance dos melhores resultados.

E durante o ano de 2023 isso aconteceu em larga escala do país. A profissionalização da gestão dos eventos pode ser claramente percebida e, além dos resultados para as marcas e organizadores, o próprio público ganhou com ações de qualidade e eficiência.

A criatividade foi uma das palavras chaves do período. A economia criativa encontrou no setor de eventos um território fértil para novas experiências. Eventos com foco nessa área geraram renda e oportunidades em todo o país.

E por falar em oportunidades, a inovação do setor também contribuiu para democratizar os resultados. Através de ações pioneiras de capacitação, visando não só ampliar o conhecimento dos profissionais como aprimorar todo o mercado, se tornaram realidade.

O planejamento, ferramenta estratégica para qualquer setor de mercado, também foi debatido e promovido em 2023. Cada vez mais a importância de um calendário de eventos anual foi percebida pelas organizações.

Através de uma visão estratégica e profissional, o setor de eventos viveu um ano de grande aquecimento. O sucesso dos eventos e o reforço da conexão entre marcas e público fez com que 2023 fosse um ano para ser realmente celebrado.

 

Geração de emprego e bons resultados marcaram o setor de eventos em 2023

Crédito da imagem: Freepik

Na mesma intensidade em que o público participante vivenciou experiências marcantes nos eventos, os profissionais do setor também obtiveram reconhecimento e retorno neste ano.  Um levantamento da ABRAPE – Associação Brasileira dos Promotores de Eventos com base em dados do IBGE e do Ministério do Trabalho identificou que o setor de eventos registrou 42,3% a mais contratações no primeiro semestre de 2023 em comparação com o mesmo período do ano passado.

Ainda no que tange os resultados do setor de eventos brasileiro nos seis primeiros meses de 2023, foram gerados no país um total de 12.348 vagas de empregos formais na área. No comparativo com outros setores, o crescimento foi exponencial, já que áreas como o setor agropecuário (-1,95), a construção civil (-8,7%) e a indústria (-37,4%) apresentaram recuo.

O que chama a atenção para esses dados sólidos é que eles dizem respeito a todo o hub setorial. Com eventos e ações acontecendo em todo o país e tendo como foco os mais diversos públicos, profissionais de vários segmentos foram valorizados e novas vagas de trabalho foram abertas.

Com a previsão de grandes atrações no calendário para o próximo ano, a perspectiva é que os bons resultados continuem, assim como a geração de empregos e oportunidades. O ano de 2024 deve ser extremamente positivo para o setor com eventos que atendam as demandas do público e, também, dos profissionais que fazem a magia se tornar realidade.

Publicidade
Publicidade